Home Portal Notícias Pesquisa mostra Bolsonaro em queda livre

Pesquisa mostra Bolsonaro em queda livre

7 min read
0

O governo bolsonarista segue “ladeira abaixo”, afirmou o líder do PT na Câmara, deputado Paulo Pimenta (RS), ao comentar a pesquisa do Ibope divulgada nesta quinta-feira (27), que mostra a queda na avaliação positiva do governo Jair Bolsonaro. Os dados revelam também que a avaliação negativa cresceu e que a maioria da população não confia no presidente.

Segundo a pesquisa os três indicadores que medem a popularidade do presidente Jair registram piora entre abril e junho de 2019, e é a pior desde o início de seu mandato. O percentual dos que avaliam o governo como ruim ou péssimo sobe de 27% para 32%, enquanto o percentual da população que avalia o governo como ótimo ou bom oscila, indo de 35% para 32% (dentro da margem de erro da pesquisa, de 2 pontos percentuais para cima e para baixo).

No que diz respeito à maneira de governar do presidente Bolsonaro, o percentual de desaprovação cresce de 40% para 48%, enquanto a aprovação recua de 51% para 46%.
O Ibope ouviu 2 mil pessoas em 126 municípios.

Vários parlamentares da Bancada do PT usaram suas redes sociais para comentar o resultado do Ibope. O deputado José Guimarães (PT-CE), vice-líder da Minoria avaliou que os dados da pesquisa são importantes e mostram o despreparo do governo. “Dados importantes da pesquisa, a maioria desaprova Bolsonaro. ‏Aprovação ladeira abaixo, segundo o Ibope. Governo sem projeto de País só podia acontecer isso”, observou em sua conta no Twitter.

“Cresce rejeição, e Bolsonaro já é o pior presidente do Brasil em início de Governo. Mas como disse ontem (26) na Câmara Federal: parece que a maldição tem uma década”, afirmou o deputado Rogério Correia (PT-MG) em sua rede social. E o deputado Beto Faro (PT-PA) escreveu que a maioria (51%) do País já não confia em Bolsonaro.

Para Leonardo Monteiro (PT-MG) “as máscaras estão caindo e a popularidade despencando”. E o deputado Alexandre Padilha (PT-SP) observou que nada é feito pelo povo. “Nada é feito pela melhoria da educação, saúde e moradia”.

A deputada Margarida Salomão (PT-MG) enfatizou que o governo Bolsonaro é “um governo péssimo, confirmado pelos números”. E acrescentou: “Esse é o pior índice de popularidade alcançado por Bolsonaro. O pior, mas por enquanto, não tenham dúvidas”.

A petista Erika Kokay (DF) também acha que é só o começo “governo Bolsonaro em queda livre. Vai cair mais. Se chegar até o fim terá aprovação negativa”, sentenciou.

O deputado Zeca Dirceu (PT-PR) cobra atitudes do presidente em sua conta. “Quando irão admitir que estão fazendo um péssimo governo? Quem paga a conta dessa incompetência é o povo, Bolsonaro. Faça algo de bom pelo seu País, você foi eleito pra isso, embora, a maioria da população já não confie mais em você.”

O deputado Nilto Tatto (PT-SP), ao comentar a pesquisa, manifestou saudades dos governos petistas. “Saudade de quando eu via pesquisas nos jornais e a aprovação do presidente só subia, não desmoronava como agora. Quando havia renda, emprego e desenvolvimento”.

E o deputado Henrique Fontana (PT-RS) aproveitou o dia de TBT das redes sociais para fazer uma comparação da avalição de Bolsonaro com a aprovação do governo Lula: “No TBT de hoje, lembramos que a aprovação do presidente Lula chegou a 87%”.

O vice-líder da Minoria, deputado Carlos Zarattini (PT-SP), também avaliou a queda de Bolsonaro na pesquisa divulgada hoje. “O povo já percebeu o estelionato eleitoral cometido por Bolsonaro e sua trupe. E a queda acentuada e constante da popularidade de Bolsonaro comprova isso. O Brasil precisa de emprego, de aquecer sua economia, mas Bolsonaro não tem proposta para o Brasil”, criticou o parlamentar em sua conta no Twitter.

PT na Câmara

Arte: Assessoria Dep. José Guimarães

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

No RS, Haddad é homenageado com medalha Mérito Farroupilha

Honraria sugerida pelo deputado estadual Luiz Fernando Mainardi (PT) retribui legado deixa…