Home Portal Notícias Boletim 490 – Comitê Popular em Defesa de Lula e da Democracia

Boletim 490 – Comitê Popular em Defesa de Lula e da Democracia

5 min read
0

Boletim 490 – Comitê Popular em Defesa de Lula e da Democracia

Direto de Curitiba – 24/6/2019 – 444 dias de resistência – 20h

 

  1. O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva enviou nesta segunda-feira (24) uma carta ao ex-chanceler Celso Amorim, um dos coordenadores da luta internacional em defesa de sua liberdade, em que fala sobre julgamento de habeas corpus em seu favor no STF. “Meus advogados recorreram ao Supremo Tribunal Federal, para que eu tenha finalmente um processo e um julgamento justos, o que nunca tive nas mãos de Sergio Moro. Muita gente poderosa, no Brasil e até de outros países, quer impedir essa decisão, ou continuar adiando, o que dá no mesmo para quem está preso injustamente”, escreveu o ex-presidente. Leia mais: https://pt.org.br/lula-quer-julgamento-no-stf-por-que-tanto-medo-da-verdade/

 

  1. Em nota, o Partido dos Trabalhadores questionou a retirada do pedido de habeas corpus do ex-presidente Lula da pauta do Supremo Tribunal Federal desta terça-feira (25). “O STF continua devendo à comunidade jurídica nacional e internacional, à sociedade brasileira e à opinião pública mundial uma resposta inequívoca aos graves fatos denunciados pela defesa de Lula. E continua devendo Justiça a um cidadão inocente, pois é esta sua missão, por maiores que sejam as pressões dos interessados em manter a injustiça, sejam políticos, militares, plutocratas, barões da mídia ou potências estrangeiras”, afirma o texto. Leia na íntegra: https://pt.org.br/nota-do-partido-dos-trabalhadores-justica-que-tarda-nao-e-justica/

 

  1. Um grupo de juristas internacionais, muitos deles referências em suas áreas de atuação, publicou nesta segunda (24) manifesto em que reafirma a posição que ganha cada vez mais adeptos mundo afora: “Lula é um preso político. Tem de ser libertado e seu julgamento tem de ser anulado”. O documento ainda ressalta que Sérgio Moro “manipulou os mecanismos da delação premiada, orientou o trabalho do Ministério Público, exigiu a substituição de uma procuradora que não o satisfazia e dirigiu a estratégia de comunicação do Ministério Público”. Leia mais: https://pt.org.br/manifesto-de-juristas-europeus-pede-liberdade-para-lula/

 

  1. Na Vigília Lula Livre a manifestação de apoio do dia foi realizada por cerca de 400 militantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) do Paraná, entre acampados e assentados, que participaram de diversas iniciativas com palavras de ordem em defesa do ex-presidente. A maioria dos presentes chegou ao local de resistência para aguardar o julgamento de habeas corpus de Lula, que estava agendado pela segunda turma do STF para esta terça (25). Leia mais: https://pt.org.br/mais-de-400-militantes-gritam-bom-dia-presidente-lula-nesta-segunda-feira/

 

  1. Em Brasília, a militância também se posicionou e a capital federal amanheceu com diversas faixas com a imagem do ex-presidente. Os ativistas também realizaram panfletagem em vários pontos da cidade para mostrar à população por que Lula deve ser imediatamente libertado e Moro e o procurador federal Deltan Dallagnol investigados por seus crimes na Lava Jato cometido contra a Constituição e a democracia brasileiras. A atividade foi realizada pelo comitê regional Lula Livre. Confira: http://twixar.me/9VHn

 

Boletim 490 – Comitê Popular em Defesa de Lula e da Democracia

Direto de Curitiba – 24/6/2019 – 444 dias de resistência – 20h

 

 

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Mulheres negras que entraram para a história do Brasil

A dívida histórica que o Brasil tem com os negros e negras é gigantesca. Para as mulheres …