Home Portal Notícias Manchetes PT vai ao STF contra MP de Bolsonaro que retira da Funai demarcação de terras indígenas

PT vai ao STF contra MP de Bolsonaro que retira da Funai demarcação de terras indígenas

4 min read
0

O líder em exercício da Bancada do PT na Câmara, deputado José Guimarães (CE), enviou hoje (19) requerimento ao presidente do Congresso Nacional, senador Davi Alcolumbre (DEM-AP), no qual solicita a devolução à Presidência da República da Medida Provisória 886/19 por conter vários pontos inconstitucionais e atacar os direitos dos povos indígenas, numa verdadeira fraude contra o processo legislativo e a Constituição.

A iniciativa de Guimarães coincide com outra do Partido dos Trabalhadores, protocolada também nesta quarta-feira no Supremo Tribunal Federal – uma Ação Direta de Inconstitucionalidade – com pedido de liminar para sustar  a MP 886/19, que  transfere para o Ministério da Agricultura a competência da Funai de identificar, delimitar e demarcar terras indígenas.

Violação da Constituição

Tanto Guimarães como o PT argumentam que a MP editada por Bolsonaro viola vários artigos da Constituição, inclusive o nº 62, que veda a reedição, na mesma sessão legislativa, de medida provisória que tenha sido rejeitada ou tenha perdido eficácia. Na votação da MP 870, o Congresso Nacional decidiu transferir a Funai do Ministério da Agricultura de volta para o Ministério da Justiça e da Segurança Pública, com todas as suas atribuições originais.

Entretanto, no projeto de lei de Conversão da MP o presidente de extrema-direita Jair Bolsonaro não vetou o artigo, mas o ignorou ao editar a MP 886,  transferindo as competência da Funai de volta para o Ministério da Agricultura, o que viola autonomia do Poder Legislativo.

Conforme lembrou Guimarães, o Congresso Nacional, “dentro de sua autonomia e independência, rejeitou expressamente a transferência da competência para identificação, delimitação, demarcação e registro de terras tradicionalmente ocupadas por indígenas da Funai para o Ministério da Agricultura”, mantendo as atribuições que a entidade cumpre há anos, conforme estabelecido na Constituição.

Para Guimarães, a MP 886 editada por Bolsonaro é uma “verdadeira burla ao que o Congresso Nacional decidiu”.

 

Leia a integra do requerimento assinado por José Guimarães:

Req_Guimaraes MP 886

Leia a íntegra da Ação Direta de Inconstitucionalidade protocolada pelo PT no STF

ADI – MP 886-2019 – Demarcação de terras indígenas

 

PT na Câmara

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Bulletin 575 – People’s Committee in Defense of Lula and Democracy

Bulletin 575 – People’s Committee in Defense of Lula and Democracy Curitiba – 9/17/2019 – …