Home Portal Notícias Comissão do Parlasul aprova proposta de Zeca Dirceu sobre negociações entre Mercosul e União Europeia

Comissão do Parlasul aprova proposta de Zeca Dirceu sobre negociações entre Mercosul e União Europeia

4 min read
0

O deputado Zeca Dirceu (PT-PR) participou na segunda-feira (17) da 64ª Sessão Plenária do Parlasul (Parlamento do Mercosul), onde foi aprovada Proposta de Declaração de sua autoria, em que ele apresenta preocupação sobre a forma como estão sendo conduzidas as negociações entre o Mercosul e a União Europeia. A matéria foi debatida durante a reunião da Comissão de Assuntos Econômicos, Financeiros, Comerciais, Fiscais e Monetários, presidida pelo parlamentar argentino Alejandro Karlen. A reunião aconteceu no Parlamento do Mercosul, em Montevidéu.

Segundo Zeca Dirceu, as negociações entre o Mercosul e a União Europeia são realizadas sob um segredo inexplicável e injustificável, o que aumenta o receio de possíveis consequências negativas para as populações do Mercosul.

A Proposta de Declaração, que também será debatida nas próximas sessões, visa declarar que o Parlamento do Mercosul e os Parlamentos nacionais dos Estados Partes devem ter acesso irrestrito a toda informação relativa às negociações entre o Mercosul e a União Europeia. Além disso, o Parlasul está disposto a informar e avaliar o processo de negociação entre o Mercosul e a União Europeia.

Zeca Dirceu alertou sobre as possíveis consequências negativas deste acordo, se for concluído sem levar em conta os interesses de todos os segmentos sociais dos Estados Partes. “Se for mal negociado, pode prejudicar a agricultura familiar, o agronegócio brasileiro, a indústria nacional e causar mais desemprego e recessão”, avalia o deputado.

A Comissão também aprovou uma reunião para o mês de julho, onde se reunirão os negociadores de cada Estado Parte do Mercosul.

A Comissão é composta pelos Parlamentares Diego Mansilla, Alejandro Karlen (Presidente), Gabriel Fidel e Norma Aguirre (Argentina); Eliana Bertón Guachalla, Edgar Romeo Flores (Bolívia); Atila Lira, Odair Cunha (PT-MG), Zeca Dirceu e Telmário Mota (Brasil); Celso Troche, Juan Bautista Bogado e Juan Bogado Tatter (Paraguai); Lilián Galán e Juan José Olaizola (Uruguai) e os Parlamentares Luis Emilio Rondón e Jeesus Yánez Morales (Venezuela).

Por Agência Parlasur

 

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Justiça proíbe Yacows de fazer disparo em massa; CPMI das Fake News está no caminho certo, afirma petista

A Justiça de São Paulo, em decisão liminar, proibiu que a empresa Yacows, agência que real…