Home Portal Notícias Manchetes Moro cometeu crime e não ‘descuido’ ao instruir investigação contra Lula, acusam petistas

Moro cometeu crime e não ‘descuido’ ao instruir investigação contra Lula, acusam petistas

4 min read
0

Parlamentares da Bancada do PT na Câmara rebateram nesta sexta-feira (14) declaração dada pelo ministro Sérgio Moro (Justiça) ao jornal O Estado de S. Paulo de que cometeu um “descuido” ao ter repassado ao procurador-chefe da Lava Jato, Deltan Dallagnol, pistas de investigação contra o ex-presidente Lula

Segundo os petistas, o ato de Moro “foi um crime” que precisa ser punido e reforça ainda mais a suspeita de que a Operação Lava Jato tinha como objetivo principal condenar Lula a qualquer custo e também afastá-lo da eleição presidencial. Para o líder da Bancada do PT, deputado Paulo Pimenta (RS), “o ‘descuido’ de Moro nas conversas com Dallagnol tem número no Código Penal: Artigo 254”.

Este artigo, em seu inciso IV, diz que “o juiz torna-se suspeito se tiver aconselhado qualquer das partes”. Nesse caso, segundo o art.564, inciso I do Código de Processo Penal (CPP), poderá ocorrer a nulidade dos atos praticados pelo juiz suspeito.

Leia abaixo outras manifestações de parlamentares petistas sobre o “descuido” de Moro:

Gleisi Hoffmann (PT-PR), presidenta nacional do PT: “Moro está tendo que se explicar. E quanto mais explica, mais se enrola. A verdade sempre vence a mentira”.

Rogerio Correia (PT-MG): “Sergio Moro finalmente reconheceu a veracidade das conversas com Dallagnol reveladas pelo The Intercept. Mas para ele os diálogos criminosos foram apenas “descuido”. Sabe quem ele tá lembrando? Aécio Neves. Não é?”.

Zeca Dirceu (PT-PR): “Descuido não, foi crime, ilegalidade mesmo!”.

Padre João (PT-MG): “Moro admite que foi descuidado ao julgar Lula. Agora só falta a Globo admitir que ajudou”.

Alencar Santana Braga (PT-SP): “Descuido? O juiz faz conchavos para tirar das eleições o candidato que liderava as pesquisas e agora chama isso de descuido? Moro tem que sair, imediatamente”.

Nilto Tatto (PT-SP): “Foi descuido meu” diz Moro, portanto admite claramente que de fato orientou a ação comandada por Dallagnol, prática ilícita”

Erika Kokay (PT-DF): “Moro diz que mensagens contra Lula na Lava Jato foi “descuido”. Descuido, não, Sérgio Moro, foi crime!”

Alexandre Padilha (PT-SP): “Cuidado, o homem, que chefia a PF e coordena o Sistema de Segurança Pública do Brasil, é cheio de “descuidos”. Não dá para aturar este governo”.

Henrique Fontana (PT-RS): “Não foi “descuido”, Moro. Foi crime mesmo”.

Beto Faro (PT-PA): “Moro tem muito que dar explicações. ‘Descuido meu’, diz Moro sobre diálogo com Deltan Dallagnol”.

Héber Carvalho

 

 

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Programa “Future-se” do governo Bolsonaro é uma ameaça à Universidade pública, adverte Margarida Salomão

A deputada Margarida Salomão (PT-MG) fez hoje (19) severas críticas ao programa Future-se,…