Home Portal Notícias José Ricardo cobra continuidade do Programa Luz para Todos no Amazonas

José Ricardo cobra continuidade do Programa Luz para Todos no Amazonas

4 min read
0

A atual situação do Programa Luz para Todos, em especial na Amazonas, foi debatida em audiência pública, nesta quinta-feira (13), na Comissão da Integração, Desenvolvimento Regional e Amazônia (Cindra). O deputado José Ricardo (PT-AM), um dos autores do requerimento para o debate, cobrou a continuidade e a ampliação do Programa no Amazonas, além de ter questionado os representantes do governo Federal quanto à manutenção em comunidades mais isoladas do Estado, haja vista a falta de condições financeiras para pagamento dos consumos.

Usando as palavras do secretário de Energia Elétrica do Ministério de Minas e Energia, Ricardo Cyrino, que disse em sua apresentação na audiência que “o Luz para Todos é um bem-sucedido programa”, José Ricardo destacou que esse é um merecido reconhecimento a uma estratégia social dos governos do PT, que garante há mais de uma década vida digna a uma parcela da população, principalmente do interior do Amazonas, que vivia isolada, sem energia alguma. “Houve uma verdadeira mudança na vida das pessoas. Mas o desafio é que continue e se amplie, principalmente, para comunidades ainda sem acesso. Agora, questiono quanto aos recursos para esse programa. O governo vai dar continuidade, têm recursos, há metas nesse sentido para o Amazonas?”, cobrou.

Ele também questionou sobre a manutenção do Luz para Todos nesse processo de privatização da energia, já que no caso do Amazonas já está concretizado. “Como será essa manutenção? Porque comunidades pobres têm muita dificuldade de pagar energia. Há muita inadimplência. Como o programa irá se sustentar? Empresa quer lucro. Essa é a lógica capitalista. Quem irá bancar?”.

Em resposta, outro representante do Ministério de Minas e Energia, Antônio Celso Júnior, ratificou que o Luz para Todos é citado no mundo todo como de sucesso. “Evoluiu-se muito nos últimos anos. Mas agora, temos uma nova fronteira. Como continuar atendendo em locais com grande investimento financeiro, sem impactar as tarifas e levando desenvolvimento? Temos que mudar a forma de pensar o Programa para a Amazônia. E será por meio de energias renováveis, utilizando os benefícios da energia solar, aproveitando os baixos custos, com geradores solares. Temos recursos, mas a manutenção ainda é um grande dilema junto às distribuidoras”, afirmou ele, mostrando que o governo ainda tem muitas dúvidas de como se desenvolverá o programa no estado.

Assessoria Parlamentar

 

 

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Programa “Future-se” do governo Bolsonaro é uma ameaça à Universidade pública, adverte Margarida Salomão

A deputada Margarida Salomão (PT-MG) fez hoje (19) severas críticas ao programa Future-se,…