Home Portal Notícias Manchetes Frei Anastácio diz que Moro é autor do maior escândalo institucional da história da República

Frei Anastácio diz que Moro é autor do maior escândalo institucional da história da República

4 min read
0

O deputado Frei Anastácio (PT-PB) afirmou que todo o Brasil assiste à queda das máscaras do governo Bolsonaro, de alguns Procuradores da famosa Operação Lava Jato, em especial do procurador Deltan Dallagnol e do ex-juiz e ministro, Sérgio Moro. “É o maior escândalo institucional da República, que coloca o judiciário na corda bamba”, disse o deputado, na Câmara Federal, nessa terça-feira (11).

De acordo com o parlamentar, as conversas de Sérgio Moro, divulgadas pela mídia, mostram que ele sempre teve um lado, que criminosamente o então juiz sugeriu trocar a ordem de fases da Lava Jato, cobrou novas operações, deu conselhos e pistas e antecipou ao menos uma decisão judicial.

“Aqui, deste plenário, agora, não tem quem os defenda. E se tiver, está disseminando e induzindo o povo brasileiro à mentira, à farsa, ao conchavo e é participante direto do maior escândalo institucional da história da República”, observou o deputado.

Para ele, o vazamento das conversas trouxe à tona a real intenção de se retirar Lula do jogo eleitoral, além de prejudicar diretamente o processo eleitoral em que participou Fernando Haddad.

“Quem são, agora, o procurador ativista e o juiz justiceiro? Paladinos da ética e da moral, farsantes! Ninguém, intelectualmente honesto, pode negar que a utilização partidária de instituições do Poder Judiciário seja algo gravíssimo. Queremos, assim como Lula afirma desde o início, que ele seja julgado num processo realmente jurídico, limpo e que demonstre efetivamente provas irrefutáveis. Algo que lhe foi negado desde o início” argumentou Frei Anastácio.

O parlamentar questionou ainda se em um Estado de Direito, o princípio maquiavélico de que “os fins justificam os meios” seria, agora, algo razoável ou aceitável.

“Isto não é justiça. É ‘justiçamento’. Não difere em nada de linchamento em praça pública. O que está em jogo não é somente a liberdade de Lula, mas a própria democracia e seu sistema jurídico limpo e imparcial. Manifesto o meu repúdio a este conluio, além de finalizar meu discurso repetindo a frase dita ao Lula, pelo nosso Papa Francisco “O bem vencerá o mal e a verdade vencerá a mentira”, concluiu Frei Anastácio.

Assessoria de Comunicação

Foto: Lula Marques

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Boletim 550 – Comitê Popular em Defesa de Lula e da Democracia

Boletim 550 – Comitê Popular em Defesa de Lula e da Democracia Direto de Curitiba &#…