Home Portal Notícias Lula Livre Petistas exigem apuração de denúncias do The Intercept que envolvem Moro e a Lava Jato

Petistas exigem apuração de denúncias do The Intercept que envolvem Moro e a Lava Jato

21 min read
0

Parlamentares da Bancada do PT na Câmara manifestaram pelo Twitter todo repúdio e indignação em relação às atitudes do ministro Sérgio Moro (Justiça) e do Procurador chefe da Lava Jato, Deltan Dallagnol, denunciados nesse domingo (9) em uma série de reportagens divulgadas pelo site The Intercept Brasil, comandado pelo jornalista Glenn Greenwald. A matéria expõe as manipulações e relações promíscuas entre Moro e a Força-Tarefa da Lava Jato em Curitiba, com o objetivo de atingir o PT e, principalmente, o ex-presidente Lula, visando prendê-lo e tirá-lo da disputa presidencial de 2018.

Diante das denúncias, os parlamentares exigem apuração rigorosa dos fatos revelados, a punição dos responsáveis e a anulação e libertação imediata de Luiz Inácio Lula da Silva.

Leia abaixo as declarações dos deputados petistas:

 

Paulo Pimenta (PT-RS), líder da Bancada do PT: “E o The Intercept Brasil comprova agora, de uma vez por todas, que a Lava Jato foi uma grande armação contra Lula e o PT. Tudo aquilo que denunciamos está cabalmente comprovado por 2 anos de conversas entre principais protagonistas do esquema: Moro e Dallagnol”.

Gleisi Hoffmann (PT-PR), presidenta nacional do PT: “O Intercept traz as provas do que sempre denunciamos: Moro e Dallagnol atuaram combinados, com parcialidade e motivações políticas, para impedir a vitória eleitoral de Lula e do PT. Forjaram a acusação sem provas e armaram farsa jurídica contra Lula. Esse processo tem de ser anulado”.

Enio Verri (PT-PR): “Moro e Dallagnol feriram a Constituição brasileira, que estabeleceu o sistema acusatório no processo penal, no qual as figuras do acusador e do julgador não podem se misturar”.

Jorge Solla (PT-BA): “As revelações trazidas pelo The Intercept Brasil são de gravidade inédita em se falando de membros do judiciário e MPF. Os envolvidos devem esclarecimentos às instituições que devem garantir um Estado Democrático de Direito à população”.

Margarida Salomão (PT-MG): “Série de reportagens mostra comportamentos antiéticos e transgressões que o Brasil e o mundo têm o direito de conhecer. Os fundamentos da democracia brasileira estão seriamente abalados, mais uma vez”.

Professora Rosa Neide (PT-MT): “A máscara caiu pelas mãos do The Intercept Brasil! Sérgio Moro que deveria julgar com isenção, ajudou e chegou a dar dicas para a parte acusatória. O Brasil precisa usar todos mecanismos jurídicos e parlamentares para que os fatos sejam devidamente esclarecidos”.

Bohn Gass (PT-RS): “Revelações do The Intercept Brasil são gravíssimas! Exigem posicionamentos firmes das instituições. Autoridade judicial que faz uso político-eleitoral do poder de que está investida, destrói, compromete, descredibiliza a Justiça inteira”.

Marília Arraes (PT-PE): “Caiu de vez a “imparcialidade” de Moro e Dallagnol! The Intercept Brasil traz 3 matérias explosivas baseadas em mensagens trocadas entre integrantes da Lava Jato. Este é o 1º resultado de uma grande investigação que prova as verdadeiras intenções da Lava Jato!”

Patrus Ananias (PT-MG): “Mais do que claro: mensagens divulgadas são uma confissão da atuação parcial, ilegal e persecutória de Sérgio Moro contra Lula e o PT. Atuação de Moro e Deltan Dallagnol teve como objetivo último manipular e direcionar a eleição de 2018”.

Joseildo Ramos (PT-BA): “O ativismo político do ex-juiz Sérgio Moro e do Deltan Dallagnol nunca foi novidade para ninguém. Agora, o The Intercept Brasil mostrou o batom na cueca, aquela prova que eles nunca acharam contra Lula, mas que acharam contra eles. A farsa está sendo desmontada”.

Carlos Veras (PT-PE): “São gravíssimas as revelações trazidas pelo Intercept Brasil, que confirmam a inocência de Lula e desmontam a farsa da Lava Jato. Vamos acompanhar com cautela, porém com firmeza a apuração desta denúncia de proporções incalculáveis”.

Zé Neto (PT-BA): “O que o The Intercept está publicando sobre Moro e sobre a Lava Jato coloca em cheque o Estado de Direito, a nossa democracia e a segurança jurídica”.

Leonardo Monteiro (PT-MG): “Um dia a casa cai e essa teia de mentiras vai se desfazendo. Matéria sobre a Lava Jato revela trama de procuradores e ex-juiz Sérgio Moro para impedir entrevista de Lula antes das eleições. Usam a justiça ao bel prazer e atacam o estado democrático para tentar calar a voz do povo”.

Libertação de Lula e investigação da injusta condenação

Paulo Teixeira (PT-SP): “Reportagem mostra mensagens entre Moro e Dallagnol que deveriam anular a prisão de Lula. Sérgio Moro e Dallagnol, vocês protagonizaram a maior farsa judicial da história do Brasil. A máscara caiu pelas mãos do The Intercept Brasil!”.

Zeca Dirceu (PT-PR): “Papel de juiz é julgar, jamais participar da acusação. Fraude total na Lava Jato. Conversas reveladas de The Intercept Brasil do Telegram de Moro e Dallagnol obrigam anulação da condenação de Lula e muitos outros presos sem provas em processo ilegais”.

Erika Kokay (PT-DF): “Moro e Dallagnol fraudaram o sistema de Justiça para agir politicamente, tirar Lula da disputa eleitoral e derrotar o PT. Lula Livre não é uma bandeira do PT e da esquerda, é um grito pelo Estado Democrático de Direito”.

Natália Bonavides (PT-RN): “Escandaloso, ultrajante, afrontoso, criminoso! Enquanto contra Lula não há provas, as provas de que o ‘Partido da Lava Jato’ agiu para perseguir por interesses políticos eleitorais se avolumam a cada dia. Lula Livre!”.

Waldenor Pereira (PT-BA): “O STF deve conceder imediata liberdade ao presidente Lula diante das provas cabais de que a Lava Jato é uma farsa e foi usada para impedir a candidatura de Lula e, posteriormente, a eleição de Fernando Haddad”.

Rogério Correia (PT-MG): “Para quem não entendeu a gravidade das reportagens do The Intercept Brasil um juiz não pode manter relação de proximidade com a parte acusadora. Só isso já é mais do que suficiente para o STF anular a condenação de Lula. Só isso, embora tenha muito mais maracutaia nessa farsa”.

Helder Salomão (PT-ES): “Agora não resta dúvida: a Lava Jato é uma farsa. Moro e Dallagnol agiram de maneira criminosa. A prisão do Lula é ilegal e deve ser revogada já!”

Padre João (PT-MG): “A Lava Jato só vem pra comprovar aquilo que já sabíamos: Lula Inocente e vítima da Lava Jato”.

João Daniel (PT-SE): “Mais do que nunca Lula precisa ser livre e todos que condenaram sem prova serem presos com urgência! Só queremos justiça! ”.

Beto Faro (PT-PA): “Os procuradores da Lava Jato falavam abertamente sobre seu desejo de impedir a vitória eleitoral do PT e tomaram atitudes para atingir esse objetivo; e que Moro colaborou de forma secreta e antiética para a farsa jato. Libertem Lula!”

Carlos Zarattini (PT-SP): “Vergonha! Justiça manipula fatos e provas para condenar Lula!”.

Marcon (PT-RS): “E mais uma vez, a raiva deles é ver escancarada a verdade: Lula estava certo, de novo”.

Luizianne Lins (PT-CE): “Eu só vou sossegar quando eu desmascarar o Moro e o Dallagnol”, defendeu Lula. Grande dia”.

Paulo Guedes (PT-MG): “Moro vazou informações de Dilma, de Lula, dos advogados. As conversas publicadas pelo The Intercept Brasil só confirmam o que todos já sabiam: Lula é preso político e ministro Moro e seus amigos procuradores são os representantes da extrema direita”.

Pedido de CPI para a Lava Jato

José Guimarães (PT-CE): “Temos que colocar o Congresso Nacional para investigar urgentemente. Uma CPI mista pode ser o caminho. Denúncias graves que precisam ser urgentemente investigadas. O Brasil não pode ser refém de uma máfia, queremos que seja investigado cada ponto da denúncia do The Intercept”.

Maria do Rosário (PT-RS): “Somente uma CPI tem este poder legal e quiçá, com uma composição digna e republicana, resgatar a democracia. Diante do revelado, as eleições de 2018 para Presidência da República foram manipuladas por corruptos de toga”.

Reginaldo Lopes (PT-MG): “As instituições e o povo brasileiro precisam exigir a renúncia ou a demissão imediata do ministro Sérgio Moro e a abertura de uma CPI na Lava Jato”.

Punição para Moro e Dallagnol

Rui Falcão (PT-SP): “The Intercept comprova armação de Moro, Dallagnol & Cia da Lava Jato para condenar e prender Lula sem provas. Quem deve ir para a cadeia são eles!”.

Paulão (PT-AL): “Denúncia gravíssima. Quando a PGR e o STF irão se posicionar? A postura do Juiz/Ministro contraria todos princípios jurídicos”.

Alencar Santana Braga (PT-SP): “Caiu a máscara do Moro e do Dallagnol e desaba o complô contra Lula e o PT. Moro e Dallagnol cometeram crime e merecem a devida punição”.

Henrique Fontana (PT-RS): “Reportagens mostram que os procuradores da Lava Jato falavam sobre impedir a vitória do PT e tomaram atitudes para atingir esse objetivo; e que Moro colaborou de forma secreta e antiética com os procuradores para ajudar a montar a acusação contra Lula. Denúncias no The Intercept Brasil são graves e precisam ser apuradas com profundidade”.

Airton Faleiro (PT-PA): “Não há como o Supremo manter Lula preso depois do The Intercept Brasil mostrar as provas da violenta e organizada perseguição política levada a cabo por membros da Lava Jato. Lula Livre e cadeia aos seus perseguidores”.

Pedro Uczai (PT-SC): “O jogo combinado entre Ministério Público – através de Dallagnol e o então juiz Sérgio Moro – mostra a ilegalidade do processo que condenou o ex-presidente. O mundo precisa saber dos esquemas criminosos produzidos pela Lava Jato”.

Alexandre Padilha (PT-SP): “O conteúdo já revelado já é gravíssimo. Pelo jeito, muito há por vir. Mas de uma coisa tenho certeza: o atual Ministro da justiça não tem a menor condição de continuar no cargo e seu sonho de STF está rolando no telhado. Não há outra expressão. Graças ao The Intercept Brasil deixamos de ter apenas convicção. Agora temos provas”.

Valmir Assunção (PT-BA): “As publicações do The Intercept Brasil mostram uma atuação criminosa de Moro e um ativismo ideológico do MP.  Sobre a reação de Moro: o que esperar de alguém que não tem apreço a provas? Que se investigue a Lava Jato e afaste o ministro. Atentaram contra a democracia!”.

Nilto Tatto (PT-SP): “Em nota, a força-tarefa do Paraná se diz vítima de “ação criminosa”. Criminoso foi o conluio entre procuradores e juízes visando a condenação de um inocente e a obtenção de resultado eleitoral”.

Assis Carvalho (PT-PI): “A troca de inúmeras mensagens comprova Moro criminoso era o chefe real das investigações, seu tutor e maestro, ferindo as normas da Constituição e do código de ética da magistratura”.

 

Leia matérias no The Intercept: https://theintercept.com/2019/06/09/chat-moro-deltan-telegram-lava-jato/

 

Veja a coletiva do Líder do PT na Câmara, Paulo Pimenta:

#MOROCRIMINOSO#AoVivo O líder do PT na Câmara, Paulo Pimenta (PT/RS), concede entrevista coletiva neste momento para avaliar as denúncias do site The Intercept sobre irregularidades cometidas pela Lava Jato, envolvendo o ministro Sérgio Moro e os procuradores da Lava Jato, entre eles Deltan Dallagnol.Acompanhe, curta, comente e compartilhe

Posted by PT na Câmara on Monday, June 10, 2019

 

PT na Câmara

 

 

 

 

 

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Petistas afirmam que relatório da Previdência mantém inúmeros retrocessos contra os trabalhadores

Parlamentares da Bancada do PT na Câmara criticaram na terça-feira (18) as maldades contra…