Home Portal Notícias Parlamentares lançam Frente para defender Petrobras e barrar privatização da estatal

Parlamentares lançam Frente para defender Petrobras e barrar privatização da estatal

6 min read
0

“O petróleo é do Brasil e deve ser usado em benefício do povo brasileiro”. Esse é o mote da Frente Parlamentar Mista em Defesa da Petrobras lançada nesta quarta-feira (29) no Congresso Nacional. Segundo o presidente da Frente, deputado Nelson Pelegrino (PT-BA), o movimento visa criar um ambiente de debate acerca da soberania nacional e barrar as tentativas de fatiamento e entrega da Petrobras para o capital estrangeiro internacional.

A estatal encontra-se sob ameaça de ser “retalhada” e parcialmente entregue a empresas de outros países. “A Petrobras é o maior patrimônio do povo brasileiro. É a nossa joia. E o maior ativo que o Estado brasileiro tem. O pré-sal é a maior descoberta do Século XXI, a segunda maior reserva de petróleo do mundo. E essa riqueza tem que ser utilizada em benefício do Brasil”, destacou o Pelegrino.

Soberania nacional

Pelegrino avalia que as privatizações de subsidiárias da Petrobras são um crime de lesa- pátria, porque afrontam a soberania nacional e os interesses do País. Ele destacou o papel estratégico da empresa para o desenvolvimento nacional e criticou os membros do governo de extrema direita Jair Bolsonaro por tentarem entregar a estatal a grupos estrangeiros.

“Nosso primeiro desafio será barrar a venda criminosa de ativos da Petrobras sem licitação”, disse. Segundo o congressista nenhuma empresa de petróleo do mundo, nacional ou estatal, vende seus ativos. “A descoberta do pré-sal nos colocou na vanguarda. Todos protegem seus ativos, porque nós vamos ter que entregar, por exemplo, nossas refinarias?”, questionou Pelegrino.

Grandes produtores de petróleo

O parlamentar lembrou que todos os países produtores de petróleo têm ou uma grande empresa nacional, como a Exxon nos EUA ou a Shell na Inglaterra, ou uma estatal, como nos países árabes produtores de petróleo, China, Rússia, Irã etc. “O Brasil, com o pré-sal, não pode ser diferente dos outros países. Precisa de uma grande empresa, como a Petrobras, verticalizada, do poço ao posto, para impulsionar o desenvolvimento nacional e defender os interesses do País”.

O vice-presidente da Frente, senador Jean Paul Prates (PT-RN), denunciou o governo Bolsonaro por tentar privatizar a rede de gasodutos da Petrobras no Nordeste e as refinarias da empresa. “Estamos vivendo uma situação inusitada. Diretores da empresa atuam contra a empresa, contra os interesses do País”, denunciou o parlamentar.

Riscos para o Brasil

Prates afirmou que o mercado de petróleo e gás vive um momento radical com a tentativa de venda de operações que possuem caráter estratégico para o País, em especial, no mercado de petróleo e gás. Para ele, é fundamental que os parlamentares e os trabalhadores da Petrobras simplifiquem a linguagem para que a população possa compreender os riscos que significam a venda da Petrobras para empresas internacionais.

“Nunca antes na história do Brasil se ameaçou tanto a soberania nacional e a existência da Petrobras. Vivemos um momento extremamente grave. Esse é um governo que escolheu a subserviência e a subalternidade como marcas. Um governo que não tem nenhum projeto para o País. Por isso dessa sensação dos brasileiros não saberem para onde estamos indo”, afirmou o senador Jaques Wagner (PT-BA).

O colegiado conta com 210 deputados e 42 senadores.

Leia mais: Pelegrino alerta que privatização da Petrobras é crime de lesa-pátria

 

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Bulletin 575 – People’s Committee in Defense of Lula and Democracy

Bulletin 575 – People’s Committee in Defense of Lula and Democracy Curitiba – 9/17/2019 – …