Home Portal Notícias Petistas lamentam assassinatos de presos em Manaus e criticam sistema penitenciário

Petistas lamentam assassinatos de presos em Manaus e criticam sistema penitenciário

6 min read
0

Deputados da Bancada do PT lamentaram em plenário nesta terça-feira (28) os acontecimentos no presídio de Manaus, que levaram à morte dezenas de detentos e que expõe mais uma vez a situação de calamidade no sistema penitenciário nacional. “Essa situação tende a se agravar na medida em que se mantém e se quer inclusive acentuar a política de encarceramento neste País”, alertou o deputado Carlos Zarattini (PT-SP).

Na avaliação de Zarattini, que é líder da Minoria no Congresso, a política prisional brasileira entulha centenas, milhares de pessoas. “Nós já estamos chegando em 800 mil presos neste País, sem nenhuma perspectiva de que esses presos, após cumprirem sua pena, voltem à sociedade numa situação melhor do que aquela quando foram presos”. Segundo Zarattini, ao contrário, a convivência com grupos criminosos organizados, permite o recrutamento e o aproveitamento desses presos, muitas vezes de baixa periculosidade, que acabam voltando a delinquir, a praticar crimes, muitas vezes com maior violência ainda.

“Nós temos que adotar a política inversa”, defendeu o deputado, citando hoje os Estados Unidos, que foram o exemplo da política de encarceramento para o mundo todo, que está revertendo a sua política. “Exatamente porque chegou à brilhante conclusão de que não é possível fazer uma situação desse tipo, que só leva à violência, ao aumento da violência dentro dos presídios e fora dos presídios”.

Comissão geral

Carlos Zarattini lembrou que nesta quarta-feira a Câmara realiza Comissão Geral para discutir esse assunto. “E eu quero colocar que nós defendemos uma nova tipificação para que a gente possa estabelecer um sistema de penas alternativas, para garantir que aqueles presos de baixa periculosidade possam cumprir as suas penas fora dos presídios. Possam cumprir suas penas trabalhando e estudando, possam cumprir suas penas de forma a que, ao final da punição, possam estar contribuindo para a melhoria da sociedade, e não para a piora”, afirmou.

O deputado José Ricardo (PT-AM) também destacou o episódio que aconteceu em Manaus. “Mais de 50 presos foram assassinados no sistema penitenciário; tivemos 15 presos assassinados no domingo e, na segunda-feira, mais de 40”, citou o deputado. Ele disse ainda que há notícias de que outras pessoas tinham sido assassinadas em vários bairros, a mando de comandos de facções, de organizações criminosas, do tráfico de drogas. “Na verdade, há um descontrole geral em relação ao sistema penitenciário no Brasil, e no estado do Amazonas”, lamentou.

José Ricardo defendeu uma intervenção urgente nessa área. “O governo federal não pode ficar inerte. Até agora, o Ministério da Justiça não teve nenhuma ação, nenhum planejamento, nenhum trabalho voltado para mudar essa realidade do sistema penitenciário e da segurança pública no Brasil. Lá no Amazonas, o povo está clamando por segurança, por tranquilidade e para que o governo federal faça investimentos, urgentemente”.

Diligência

O deputado do PT do Amazonas informou que fez requerimento dirigido à Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDHM) para que seja realizada uma diligência no sistema penitenciário de Manaus, nos próximos dias. “É fundamental essa visita para que esta Casa tome conhecimento e também possa se somar nesse esforço, nessa cobrança de soluções para os problemas do sistema penitenciário brasileiro”, argumentou.

Vânia Rodrigues

 

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Câmara aprova orçamento de guerra e cria condições para o governo ter agilidade no combate ao Covid-19

A Câmara aprovou nesta sexta-feira (3) a proposta de emenda à Constituição (PEC 10/20), qu…