Home Portal Notícias Rosa Neide cobra regularização do salário de professores em audiência na Comissão de Educação

Rosa Neide cobra regularização do salário de professores em audiência na Comissão de Educação

4 min read
0

A Comissão de Educação da Câmara realizou audiência pública, nesta terça-feira (21), sobre precatórios do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério (Fundef) e do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) e sua subvinculação. A autora do requerimento e presidente da subcomissão de Financiamento da Educação Básica, Valorização do Magistério e Reforma da Previdência, deputada Professora Rosa Neide (PT-MT), afirmou que os recursos do Fundo poderiam ser usados para pagar salários atrasados de professores.

“É o momento de colocar em dia as dívidas que os estados e municípios têm com os professores. Além de quitar os salários atrasados e o décimo terceiro, nós também queremos que a outra parte da verba seja destinada a promoção da qualidade da educação pública”, explicou Rosa Neide.

A coordenadora-geral do Fundo Nacional da Educação (FNDE), Sylvia Cristina, explicou que o FNDE entende que não é necessária a subvinculação e que cabe aos gestores locais avaliar a aplicação dos 60% dos precatórios na valorização dos profissionais do magistério público e da educação básica. “Isso não significa que não reconhecemos a necessidade da valorização do magistério, mas o FNDE enquanto unidade técnica, não pode ferir a autonomia dos estados e municípios em relação à aplicação dos recursos”, disse.

TCU desfavorece os professores

O presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), Heleno Araújo, lembrou que a última discussão do TCU sobre os recursos confirma que o órgão não está ao lado dos professores e professoras do País. “Querem tirar de quem não tem. Fazer um plano de ação para a melhoria da educação dessa forma não vai dar certo. O montante disponível não é o suficiente para a garantia da qualidade”, disse.

Rosa Neide concluiu afirmando que continuará dialogando com os trabalhadores em educação e lutará pela preservação da destinação de recursos para educação. “É por isso que nós estamos aqui criticando para mudar os rumos da educação. Chega de retrocesso” enfatizou.

Assessoria Parlamentar

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Nota do Partido dos Trabalhadores: Justiça que tarda não é justiça

Ao retirar da pauta de julgamentos o pedido de habeas corpus do ex-presidente Lula contra …