Home Portal Notícias Maioria do povo brasileiro classifica governo Bolsonaro de “ruim” ou “péssimo”

Maioria do povo brasileiro classifica governo Bolsonaro de “ruim” ou “péssimo”

6 min read
0

Pesquisa Atlas Político divulgada pelo jornal El País, nesta terça-feira (21), revela que em apenas cinco meses de mandato, 36,2% da população avaliam o governo de Jair Bolsonaro de “ruim” ou “péssimo”, diante de um universo de 28,6% que considera sua gestão como “ótima” ou “boa”. A justificativa para o péssimo desempenho do governo, segundo o Atlas Político, são os fatos negativos que envolvem o governo e a família do presidente.

O levantamento feito entre os dias 19 e 21 de maio aponta também que 86,3% dos entrevistados disseram ter tomado conhecimento da investigação que o Ministério Público fez na vida financeira do filho do presidente, o senador Flávio Bolsonaro, e 54,3% são favoráveis à sua prisão. Toda a devassa que o MP fez na vida política e financeira, incluindo quebra de sigilo fiscal e bancário de Flávio Bolsonaro veio à tona na última semana.

Justificativa

Indicadores econômicos ruins, ataque à educação com corte de 30% de recursos orçamentários para as universidades e institutos federais que provocaram manifestações gigantescas pelo Brasil contra o governo Bolsonaro, e o escândalo financeiro envolvendo o filho do presidente, foram o estopim para a desaprovação do governo superar, pela primeira vez a aprovação, é o que diz a pesquisa.

“O resultado mostra uma conversão de avaliação regular em ruim ou péssimo. Ou seja, uma intensificação da rejeição entre os que já não estavam gostando tanto assim do governo. Por outro lado, se você olhar a aprovação, ela caiu menos. Mostra uma certa resiliência da base que ele tem e que parece estar segurando bastante bem”, avaliou Andrei Roman, diretor do Atlas Político.

A pesquisa, feita com 2.000 pessoas recrutadas na Internet e com amostra balanceada por meio de algoritmo, tem margem de erro de 2 pontos percentuais.

Ladeira abaixo

A alta na desaprovação do Governo Bolsonaro repercutiu entre parlamentares do Partido dos Trabalhadores nas redes sociais. “Com medidas antipopulares e manifestações agressivas contra brasileiros, não surpreende que a desaprovação do governo superou a aprovação pela primeira vez”, alfinetou Henrique Fontana (PT-RS) em sua conta no Twitter.

A deputada Margarida Salomão (PT-MG) escreveu: “O governo Bolsonaro é a própria treva. Agora, confirmada pelos números. Desemprego, recessão econômica, corte de direitos. Até demorou para que o povo acordasse. Que bom que está acordando”, salientou.

Para o deputado Rogério Correia (PT-MG), os dados mostram que o povo brasileiro começa a despertar para o que representa o atual governo. “Cada vez mais brasileiros caem na real. A desaprovação a Bolsonaro já supera a aprovação, algo antes inimaginável para um governo com tão pouco tempo de gestão. E a queda será ainda maior a partir do 30 de maio, ato nacional pela Educação. Bolsonaro desce ladeira abaixo”, avaliou.

Os deputados Odair Cunha (PT-MG) e Bonh Gass (PT-RS) também comentaram os dados da pesquisa.  “Em menos de seis meses, Bolsonaro conseguiu a façanha de ter mais desaprovação do que aprovação em seu governo”, ironizou o parlamentar mineiro.

“Não se passaram nem cinco meses da posse e o governo Bolsonaro já é mais rejeitado do que aprovado pelo povo brasileiro”, acrescentou Bohn Gass.

Benildes Rodrigues com Agências

 

 

 

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Bulletin 575 – People’s Committee in Defense of Lula and Democracy

Bulletin 575 – People’s Committee in Defense of Lula and Democracy Curitiba – 9/17/2019 – …