Home Portal Notícias PT exige que Bolsonaro devolva dinheiro gasto com viagem turística aos EUA e pede investigação do TCU

PT exige que Bolsonaro devolva dinheiro gasto com viagem turística aos EUA e pede investigação do TCU

4 min read
0

A Bancada do PT na Câmara protocolou hoje (17) representação no Tribunal de Contas da União na qual pede instauração de procedimento de auditoria (investigação) para apurar os gastos e circunstâncias da visita do presidente Jair Bolsonaro realizada nesta semana a Dallas, nos Estados Unidos. A representação é assinada pelo líder da Bancada, Paulo Pimenta (RS), e pelo deputado Zeca Dirceu (PT-PR).

Os parlamentares destacam a difícil situação orçamentária e financeira do Brasil e lembram que até o momento o governo não demonstrou compromissos relevantes ou agenda oficial de interesse do País que pudesse justificar “gastos astronômicos” com a viagem do presidente da República e seus ministros, afora a comitiva de apoio. Eles exigem integral ressarcimento ao Erário dos recursos utilizados na viagem que, “ao fim e ao cabo”, foi eminentemente turística.

Uso imoral de recursos públicos

Segundo a representação, Bolsonaro e seus ministros, ao “fazerem uso de maneira irregular e imoral de bens e recursos públicos” transmitem a ideia de que todos os brasileiros podem fazer a mesma coisa, “numa clara manifestação de desprezo pelas regras mínimas de valorização da coisa pública”.

Pimenta e Zeca Dirceu destacam que a viagem de Bolsonaro foi repudiada por diferentes autoridades dos EUA, bem como a suposta agenda do presidente brasileiro foi “expressamente e vergonhosamente (para o Brasil e os brasileiros)” desmentida por supostos interlocutores naquele país. Foi o caso do prefeito de Dallas e do ex-presidente dos EUA George Bush, sendo que este disse só ter recebido Bolsonaro por ele ter aparecido repentinamente.

Sacrifícios, mas para os outros

Para os dois parlamentares, numa realidade em que o atual presidente da República e seu ministro da Economia exigem enormes sacrifícios dos brasileiros, eles acabaram indo aos EUA fazer turismo, “com gastos totalmente incompatíveis com a realidade” brasileira. “Trata-se de uma ação ilegal, imoral e que deve merecer nosso total repúdio”, afirmam Pimenta e Zeca Dirceu.

Na ação, os parlamentares apontam o cometimento de possíveis irregularidades administrativas não só de Bolsonaro como também dos ministros que o acompanharam: Paulo Guedes (Economia), Ernesto Araújo (Relações Exteriores), Bento Albuquerque (Minas e Energia), Santos Cruz (Secretaria de Governo) e Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional).

No anexo, a íntegra da representação:

TCU-Dallas-Bolsonaro (1)

 

PT na Câmara

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Boletim 576 – Comitê Popular em Defesa de Lula e da Democracia

Boletim 576 – Comitê Popular em Defesa de Lula e da Democracia Direto de Curitiba – 19/9/2…