Home Portal Notícias Congresso lança Frente Parlamentar de Enfrentamento à Violência nas Escolas

Congresso lança Frente Parlamentar de Enfrentamento à Violência nas Escolas

5 min read
0

A deputada Rejane Dias (PT-PI) lidera a partir desta quarta-feira, 15, no Congresso Nacional, a Frente Parlamentar Mista de Enfrentamento à Violência nas Escolas. A solenidade que deu início aos trabalhos do colegiado contou com a presença de especialistas, pesquisadores, autoridades de Estado e membros do Ministério Público e da Justiça. O grupo assume a missão de debater e acelerar projetos que possam combater a violência no ambiente escolar.

Presente na solenidade, o governador do Piauí, Wellington Dias (PT), destacou a necessidade de integrar a escola, a família e a comunidade no combate à violência nas escolas. “Precisamos ampliar essa integração com a família, esse elo da escola com a rede de proteção à criança e ao adolescente. É uma missão importante e acredito que iremos melhorar nosso sistema de educação”, disse.

Para a deputada Rejane Dias, que preside a Frente Parlamentar, o grupo assume a missão de ser um canal de diálogo entre os poderes Executivo, Legislativo e Judiciário. “Está entre nós os desafios mais importantes a serem atacados. Desde criança se aprende que violência se responde com mais violência. E assim a justiça ganha tons de vingança. É preciso atacar pela raiz o ciclo de ódio que leva à agressão”, defendeu.

Na oportunidade, os convidados usaram um laço verde-claro para simbolizar uma campanha de conscientização. “O laço representa a esperança de dias de melhores. Representa o fim dessa onda de pânico que ensina meninos e meninas a não quererem mais ser professor. Representa a união de um discurso só, em torno do fim da violência que mata, fere, e desconstrói a soberania da educação”, afirmou a parlamentar.

Representante do Conselho Federal de Psicologia Marilene Proença Rebello defendeu a aprovação do substitutivo do senador Flávio Arns (Rede-PR) ao PLC 60/2007 já aprovado pelo Senado. A proposta garante atendimento por profissionais de psicologia e serviço social aos alunos das escolas públicas de educação básica. “Há mais de cinco anos esse projeto está pronto para ser votado em plenário, por isso pedimos a esta frente que ajude a acelerar a apreciação dessa proposta”, sugeriu. Proença elencou dados da pesquisa “Violência e Preconceitos na Escola”, onde alunos denunciaram a ausência de diálogo com diretores e coordenadores pedagógicos e uma cultura de violência instalada no ambiente escolar.

Presenças

Estiveram presentes na solenidade, os secretários de Educação do Piauí e de Santa Catarina, Ellen Gera de Brito Moura e Natalino Uggioni, respectivamente, a Procuradora Federal dos Direitos do Cidadão do MPF, Deborah Duprat, a Promotora de Justiça do Piauí, Flávia Gomes e o Coordenador-Geral de Temas Transversais e Educação Básica do MEC, Leonardo Lapa. Também estiveram presentes, o presidente do Conselho Federal de Educadores e Pedagogos, Geraldo Paiva, representante do Instituto Sou da Paz Felipe Angeli, e a representante da Secretaria de Educação de Valparaíso de Goiás Marta Cristina Alves, entre outras autoridades.

Assessoria de Comunicação

 

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Boletim 513 – Comitê Popular em Defesa de Lula e da Democracia

Boletim 513 – Comitê Popular em Defesa de Lula e da Democracia Direto de Curitiba – 17/7/2…