Home Portal Notícias CDHM promove debate sobre a parte mais oculta da internet, a deep web

CDHM promove debate sobre a parte mais oculta da internet, a deep web

3 min read
0

A deep web é uma camada da internet que não pode ser acessada pelos principais meios de mecanismos de buscas, como o Google, portanto fica oculta do grande público. Esse mecanismo permite tanto o acesso de indivíduos a conteúdos ilícitos, como também dificulta a fiscalização por parte de autoridades policiais.

Para debater os perigos das redes sociais para as crianças e a necessidade de resposta e atenção do poder público quanto à proteção dos direitos humanos de crianças e adolescentes, a Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados promove, na próxima quarta-feira (24), às 14h, uma audiência pública.

Para o presidente da CDHM, Helder Salomão (PT-ES), “essa parte obscura da internet tem fomentado a pornografia infantil, a pedofilia, a venda de armas ilegais, o terrorismo, a automutilação e o suicídio de crianças e adolescentes. O recente atentado ocorrido em Suzano, no colégio estadual Raul Brasil, por exemplo, ocorreu, em parte, por causa do contato de indivíduos com a deep web”.

De forma geral, a deep web é associada a conteúdo ilegal, como venda de drogas, pornografia infantil ou atividades “obscuras”. Vídeos mostram abuso de crianças, venda de corpos, torturas, cenas de mutilação, assassinatos e suicídios ao vivo, por exemplo.

Devem participar do debate representantes do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos; da Agência Brasileira de Inteligência (Abin); do Serviço de Repressão a Crimes Cibernéticos da Polícia Federal; da ONG SaferNet Brasil e da DNpontocom Consultoria em Segurança Digital.

Serviço: quarta-feira, 24 de abril /14h /Plenário 9

 

Assessoria de Comunicação/CDHM

Foto: Claudia Barreiros

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

PT aciona Receita Federal para investigar lucros de Dallagnol e Pozzobon com Lava Jato

A presidenta nacional do PT, deputada Gleisi Hoffmann (PR), e os líderes do PT na Câmara, …