Home Portal Notícias Lula Livre Boletim 412 – Comitê Popular em Defesa de Lula e da Democracia

Boletim 412 – Comitê Popular em Defesa de Lula e da Democracia

8 min read
0

Direto de Curitiba – 7/4/2019 – 366 dias de resistência – 21h25

1. Neste domingo (7), quando se completou um ano de sua prisão arbitrária, com base em um processo manipulado e com viés político e ideológico, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva divulgou uma carta ao povo brasileiro em que denuncia a perseguição judicial contra si. “Há exatamente um ano, estou preso pelo crime de dedicar uma vida inteira à construção de um Brasil mais justo, desenvolvido e soberano”, escreveu. E completou: “Estamos vivos e fortes, juntos vamos reverter cada retrocesso, na caminhada rumo à construção de um Brasil que sonhamos e que provamos ser possível construir”. A carta foi lida na Vigília Lula Livre, diante de milhares de militantes, pela presidenta do PT, deputada federal Gleisi Hoffmann (PR). Leia a íntegra da carta: https://pt.org.br/um-ano-de-injustica-leia-a-carta-de-lula-aos-brasileiros-e-brasileiras/

2. Em Curitiba, neste domingo, milhares de pessoas pintaram as ruas da capital do Paraná de vermelho, em solidariedade a Lula e contra a sua prisão arbitrária. A Caravana Lula Livre pelo Sul, iniciada na sexta-feira por Porto Alegre, com passagem no sábado por Florianópolis, concluiu seu roteiro hoje na Vigília Lula Livre, onde reuniram-se milhares de pessoas unidas em torno de uma única causa: lutar pela libertação do ex-presidente e devolver o país ao seu povo. O candidato do PT nas eleições presidenciais de 2018, Fernando Haddad, condenou o golpe contra a democracia dado pelas elites e seus aliados no Judiciário: “Essa elite conseguiu colocar um dos piores brasileiros na Presidência, e o melhor brasileiro na Polícia Federal”, disse. Leia mais: https://pt.org.br/milhares-de-lulas-ato-por-lula-livre-pinta-de-vermelho-ruas-de-curitiba/

3. Em artigo publicado no jornal Folha de S. Paulo neste domingo, com o título “Por que têm tanto medo de Lula livre?”, o ex-presidente discorreu sobre sua prisão arbitrária decretada pelo ex-juiz Sérgio Moro, que largou a toga e virou político, e desafiou qualquer um a mostrar alguma prova de irregularidade cometida por ele. Lula, em referência às forças que conspiraram para condená-lo arbitrariamente , escreveu: “Eles sabem que minha libertação é parte importante da retomada da democracia no Brasil. Mas são incapazes de conviver com o processo democrático”. Leia o artigo: https://pt.org.br/artigo-de-lula-na-folha-por-que-tem-tanto-medo-de-lula-livre

4. Dezenas de manifestantes com cartazes em defesa da libertação do ex-presidente Lula reuniram-se neste domingo na esplanada do Trocadero,em Paris . A manifestação foi organizada pelo Comitê de Solidariedade a Lula, integrado pelo Núcleo do PT de Paris, Partido Operário Independente, a França Insubmissa, o PCF e vários coletivos de esquerda latino-americanos. O deputado e líder da França Insubmissa, Jean Luc Mélenchon, em discurso, denunciou a arbitrária prisão de Lula e disse que os corruptos “são os que puseram Lula na prisão, e o juiz que depois de condená-lo se tornou ministro da pretensa Justiça do presidente neofascista”. Leia mais: http://br.rfi.fr/franca/20190407-protesto-lula-livre-em-paris-reune-dezenas-de-manifestantes-e-politicos-da-esquerda-

5. Como aconteceu em dezenas de cidade brasileiras e em outros 20 países, nos EUA também houve hoje (7) manifestações em defesa da libertação de Lula, organizadas pelo Defend Democracy in Brazil. Em Nova York, houve manifestação na Union Square e passeata até a Washington Square, após o lançamento, no sábado (6), do Comitê Lula Livre EUA e um evento organizado pelo People’s Forum de Nova York e cinco coletivos de brasileiros no exterior, com a participação de especialistas, alguns via skype, como a advogada de defesa Valeska Martins e o jornalista Breno Altman. Teve também a apresentação do escritor, radiojornalista e ativista Mumia Abu-Jamal via áudio, falando a favor de Lula Livre diretamente da prisão, onde passou 30 anos na fila da pena de morte na Filadélfia, e há 7 anos na condição de prisão perpétua, por um crime que nunca foi provado que ele cometeu. No ato, uma das faixas dizia: condenação sem provas é igual a Judiciário corrupto. O manifesto do Comitê Lula Livre nos EUA pode ser lido aqui: http://freelula.us

6. Hoje, em Genebra, em frente ao escritório das Nações Unidas centenas de manifestantes pediram a libertação de Lula. Assista: https://pt.org.br/assista-manifestantes-pedem-liberdade-de-lula-em-frente-a-sede-da-onu-em-genebra/

7. Em artigo publicado no jornal Página 12,da Argentina, o ex-chanceler Celso Amorim defendeu a libertação de Lula e a concessão a ele do prêmio Nobel da Paz. Leia o artigo: https://pt.org.br/celso-amorim-lula-livre-lula-nobel/

Boletim 412 – Comitê Popular em Defesa de Lula e da Democracia
Direto de Curitiba – 7/4/2019 – 366 dias de resistência – 21h25

 

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Benedita da Silva: O Brasil continua preso em Curitiba

Aquele 7 de abril de 2018, dia em que Lula foi preso pelo carrasco da democracia, o então …