Home Portal Notícias Lula Livre Haddad: Nós acreditamos na justiça imparcial, por isso queremos Lula Livre

Haddad: Nós acreditamos na justiça imparcial, por isso queremos Lula Livre

7 min read
0

A Caravana Lula Livre está percorrendo o Sul do Brasil para debater os desmandos do governo e lutar pela liberdade de Lula Livre. Nesta sexta-feira (5), Fernando Haddad e Manuela D’Ávila estiveram na Universidade Federal do Rio Grande do Sul onde foram recebidos por centenas de jovens enfervecidos para discutir a situação do País.

O ex-ministro da Educação, Fernando Haddad explicou que o governo de Jair Bolsonaro (PSL) tenta cobrir o País com uma onda de retrocessos, principalmente na educação, porque “ele morre de medo de estudante, de professor, de mulher, de negro, ele morre de medo de tudo que não se parece com ele, ele tem dificuldade em entender a riqueza da diversidade, por isso ele enaltece a ditadura militar”.

Para Haddad, Jair está impondo retrocessos de mais de 100 anos ao país, principalmente ao tentar aprovar uma Reforma da Previdência que levará as pessoas à miséria, porque ele não entende o que significa ser presidente e a importância de colocar as necessidades do povo acima de tudo. “Ele não consegue compreender conceitos básicos de convivência democrática, então ele foge para o Twitter e não enfrenta os problemas que o país está passando”.

Manuela D’Ávila lembrou que há um ano ela recebia a notícia de que o então juiz Sérgio Moro condenava Lula em um processo sem provas que daria início a um período sombrio para o país. “Esse ministro da justiça de Bolsonaro, que nunca foi capaz de julgar ninguém, só mostra que sempre quis entrar na história as custas da grandiosidade de Lula”.

“A prisão de Lula é o esforço deles para prenderem um sonho de um Brasil livre e desenvolvido”, declarou Manuela.

Lula livre para o País voltar ao caminho da democracia

Durante o ato, Fernando Haddad fez questão de afirmar que a Caravana Lula Livre tem como objetivo mostrar a toda a população que a liberdade do ex-presidente é necessária para o País voltar ao caminho da democracia. “Nós acreditamos na democracia, na liberdade, nós queremos uma justiça imparcial. E nós estamos aqui em Porto Alegre para fazer uma caminhada por Lula Livre”.

Ele declarou também que sabe que está do lado certo da história e que nada poderia fazê-lo desistir de lutar pelo PT e defender a justiça por Lula. “Às vezes tentam me convencer a ir para o centro, ir para a direita, mas quem vê cara não vê coração, porque eu até acho que tenho cara de tucano mas meu coração é vermelho e está do lado certo do peito”.

Neste sábado, a Caravana Lula Livre segue para Florianópolis e no domingo (7) para Curitiba onde será realizado um grande ato pela liberdade do ex-presidente Lula.

Jornada Lula Livre

Entre os dias 7 e 10 de abril todas as atenções estarão voltadas para a Jornada Lula Livre, iniciativa que pretender reforçar o posicionamento contrário diante da atual conjuntura política brasileira e ampliar a unidade em torno das lutas em defesa do maior líder popular da história do Brasil.

Com eventos programados em praticamente todos os estados brasileiros e também em diversos outros países, a Jornada Lula Livre terá seu grande ato nacional realizado no dia 7, dia em que a prisão política completa um ano.

A iniciativa é parte da reorganização das estratégias de mobilização dos comitês populares espalhados por todas as regiões da nação e reativa e campanha Lula Livre lançada ano passado. A jornada também se readequará aos lamentáveis desdobramentos políticos que aconteceram no país a partir da eleição de Jair Bolsonaro, como a reforma de Previdência.

Assista:

#AOVIVO | Caravana #LulaLivre com Haddad e Manuela D'Ávila na UFRGS

#AOVIVO | Caravana #LulaLivre com Haddad e Manuela D'Ávila na UFRGS

Posted by PT – Partido dos Trabalhadores on Friday, April 5, 2019

Da Agência PT de Notícias

 

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Presidente da CDHM pede ao ministro da Saúde que garanta tratamento para crianças com doença degenerativa grave

A Atrofia Muscular Espinhal atinge 8 mil pacientes no Brasil e presidente CDHM recebe denú…