Home Portal Notícias Manchetes Ato contra a Reforma da Previdência reúne mais de 70 mil pessoas em SP

Ato contra a Reforma da Previdência reúne mais de 70 mil pessoas em SP

2 min read
0

Os carros começaram a dar espaço às pessoas no fim da tarde da sexta-feira (22) na Avenida Paulista. Pouco depois das 17h, manifestantes ocupavam o vão do MASP e foram se multiplicando até fechar a via nos dois sentidos e ultrapassar as 70 mil pessoas para o Dia Nacional de Luta em Defesa da Previdência.

Entre elas está a professora Sandra Rodrigues Fortes, que veio de Taboão da Serra, região metropolitana da capital paulista. Ela, com precisão, define a mudança na aposentadoria do povo brasileiro. “Trabalhar até a morte ou morrer de trabalhar.”

A militante do Grupo Operário Internacionalista (GOI) ainda acrescenta. “Outro detalhe da crueldade da Reforma da Previdência é que ela aumenta o tempo de contribuição e a idade mínima das mulheres rompendo com uma compreensão de que o trabalho doméstico, que ocupa muito as mulheres, pobres principalmente, consome parte da sua vida.”

Também professora, Rebeca Viana pontua quem se beneficiará com a reforma proposta por Jair Bolsonaro (PSL). “Os privilegiados com a Reforma da Previdência serão os privilegiados de sempre, que são os empresários. Ela não é para diminuir gastos ou beneficiar o Estado, ela é para prejudicar o trabalhador.”

O presidente do Partido dos Trabalhadores no estado de São Paulo, Luiz Marinho, fez um apelo diante da multidão. “É preciso obrigar o parlamento brasileiro a rechaçar, a rejeitar, a derrotar a maluquice deste irresponsável chamado Bolsonaro.”

Por Brasil de Fato

 

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Petistas afirmam que relatório da Previdência mantém inúmeros retrocessos contra os trabalhadores

Parlamentares da Bancada do PT na Câmara criticaram na terça-feira (18) as maldades contra…