Home Portal Notícias Operação Lava Jato é o câncer da Justiça brasileira, denuncia Paulo Teixeira

Operação Lava Jato é o câncer da Justiça brasileira, denuncia Paulo Teixeira

6 min read
0

O deputado Paulo Teixeira (PT-SP) denunciou na tribuna da Câmara nesta quinta-feira (21) que há um “câncer” no sistema de justiça brasileiro. “E esse câncer se chama Operação Lava Jato, que hoje é liderada por três pessoas: primeiro, Deltan Dallagnol; segundo, Marcelo Bretas; terceiro, Sérgio Moro. Vejam, eles fizeram um acordo secreto com os Estados Unidos, lesando a Petrobras, desviando R$ 2,5 bilhões para um fundo secreto, que tramitou em segredo de justiça no Paraná, controlado por Deltan Dallagnol”, afirmou.

Paulo Teixeira reforçou: “Eles lesaram a Petrobras”. Segundo o parlamentar, todos sabem que a estatal brasileira foi espionada pelos Estados Unidos durante o governo Dilma Rousseff. “E quem fez toda essa tramitação, em segredo, junto aos Estados Unidos? Deltan Dallagnol e Sérgio Moro”, frisou.

Na avaliação do deputado Teixeira, Sérgio Moro participou dessa lesão à Petrobras, ajudou a destruir as empresas brasileiras de infraestrutura pesadas, favoreceu os Estados Unidos, derrubou a presidenta da República e condenou ilegalmente um ex-presidente da República, que era o seu concorrente à Presidência.

“Vejam: Lula foi preso para não ser candidato a Presidente da República e para permitir que o candidato de Sérgio Moro se elegesse, tanto que Sérgio Moro condenou Lula e virou ministro”, criticou. Paulo Teixeira destacou ainda que, agora, Bolsonaro vai aos Estados Unidos e faz uma visita à CIA, o que nunca um Presidente da República havia feito.

Derrotas da Lava Jato e ameaças

Paulo Teixeira citou ainda que na última semana a Lava Jato sofreu várias derrotas no Supremo Tribunal Federal. “E o que faz Deltan Dallagnol? Começa a ameaçar o Supremo Tribunal Federal”, lamentou.

Nesta semana, continuou Teixeira, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ) decide tramitar apenas a Previdência Social, e não o Pacote Moro. “O que faz Sérgio Moro? Vem a esta Casa, no dia de ontem (20), ameaçar Rodrigo Maia. E o que faz a Lava Jato no dia de hoje? Prende o sogro do presidente Maia”.

O deputado do PT paulista resumiu o que está acontecendo: “É guerra”. Na sua avaliação, a Lava Jato está em guerra contra o sistema de justiça, contra a Constituição, contra o Supremo Tribunal Federal, contra o Congresso Nacional. “Reitero que nós temos que investigar esse fundo, que foi constituído em parceria com o Departamento de Justiça Americano, lesando a Petrobras. Esta Casa tem que investigar isso”, defendeu.

Abuso de Autoridade

Paulo Teixeira defendeu também que a Câmara aprove a Lei de Abuso de Autoridade para que prisões arbitrárias, como as que foram feitas hoje, (ex-presidente Michel Temer e ex-ministro Moreira Franco) não mais aconteçam. “Esta Casa não pode se constranger diante de um dos pilares da Lava Jato: Sérgio Moro, que começou a ameaçar esta Casa e seu presidente”.

O deputado destacou que ele tem estes que foram presos hoje como adversários. “Eles são meus adversários, mas eu não desejo a meus adversários a ruptura da Constituição, a ruptura da lei e a arbitrariedade. E é isso que aconteceu no dia de hoje. Por isso, nós precisamos dar um paradeiro a este abuso de autoridade que acontece no Sistema de Justiça Brasileiro com uma Lei de Abuso de Autoridade e uma investigação daquele fundo”.

Vânia Rodrigues

 

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

PT aciona Justiça por fim de sigilo na reforma da Previdência

O Partidos dos Trabalhadores e outras legendas entraram nessa segunda-feira (22) com um ma…