Home Portal Notícias Operação Lava Jato é o câncer da Justiça brasileira, denuncia Paulo Teixeira

Operação Lava Jato é o câncer da Justiça brasileira, denuncia Paulo Teixeira

6 min read
0

O deputado Paulo Teixeira (PT-SP) denunciou na tribuna da Câmara nesta quinta-feira (21) que há um “câncer” no sistema de justiça brasileiro. “E esse câncer se chama Operação Lava Jato, que hoje é liderada por três pessoas: primeiro, Deltan Dallagnol; segundo, Marcelo Bretas; terceiro, Sérgio Moro. Vejam, eles fizeram um acordo secreto com os Estados Unidos, lesando a Petrobras, desviando R$ 2,5 bilhões para um fundo secreto, que tramitou em segredo de justiça no Paraná, controlado por Deltan Dallagnol”, afirmou.

Paulo Teixeira reforçou: “Eles lesaram a Petrobras”. Segundo o parlamentar, todos sabem que a estatal brasileira foi espionada pelos Estados Unidos durante o governo Dilma Rousseff. “E quem fez toda essa tramitação, em segredo, junto aos Estados Unidos? Deltan Dallagnol e Sérgio Moro”, frisou.

Na avaliação do deputado Teixeira, Sérgio Moro participou dessa lesão à Petrobras, ajudou a destruir as empresas brasileiras de infraestrutura pesadas, favoreceu os Estados Unidos, derrubou a presidenta da República e condenou ilegalmente um ex-presidente da República, que era o seu concorrente à Presidência.

“Vejam: Lula foi preso para não ser candidato a Presidente da República e para permitir que o candidato de Sérgio Moro se elegesse, tanto que Sérgio Moro condenou Lula e virou ministro”, criticou. Paulo Teixeira destacou ainda que, agora, Bolsonaro vai aos Estados Unidos e faz uma visita à CIA, o que nunca um Presidente da República havia feito.

Derrotas da Lava Jato e ameaças

Paulo Teixeira citou ainda que na última semana a Lava Jato sofreu várias derrotas no Supremo Tribunal Federal. “E o que faz Deltan Dallagnol? Começa a ameaçar o Supremo Tribunal Federal”, lamentou.

Nesta semana, continuou Teixeira, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ) decide tramitar apenas a Previdência Social, e não o Pacote Moro. “O que faz Sérgio Moro? Vem a esta Casa, no dia de ontem (20), ameaçar Rodrigo Maia. E o que faz a Lava Jato no dia de hoje? Prende o sogro do presidente Maia”.

O deputado do PT paulista resumiu o que está acontecendo: “É guerra”. Na sua avaliação, a Lava Jato está em guerra contra o sistema de justiça, contra a Constituição, contra o Supremo Tribunal Federal, contra o Congresso Nacional. “Reitero que nós temos que investigar esse fundo, que foi constituído em parceria com o Departamento de Justiça Americano, lesando a Petrobras. Esta Casa tem que investigar isso”, defendeu.

Abuso de Autoridade

Paulo Teixeira defendeu também que a Câmara aprove a Lei de Abuso de Autoridade para que prisões arbitrárias, como as que foram feitas hoje, (ex-presidente Michel Temer e ex-ministro Moreira Franco) não mais aconteçam. “Esta Casa não pode se constranger diante de um dos pilares da Lava Jato: Sérgio Moro, que começou a ameaçar esta Casa e seu presidente”.

O deputado destacou que ele tem estes que foram presos hoje como adversários. “Eles são meus adversários, mas eu não desejo a meus adversários a ruptura da Constituição, a ruptura da lei e a arbitrariedade. E é isso que aconteceu no dia de hoje. Por isso, nós precisamos dar um paradeiro a este abuso de autoridade que acontece no Sistema de Justiça Brasileiro com uma Lei de Abuso de Autoridade e uma investigação daquele fundo”.

Vânia Rodrigues

 

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Petistas questionam no Ministério Público transferência do acervo da Fundação Palmares para prédio com avarias

Parlamentares da Bancada do PT na Câmara entraram com ações na Procuradoria-Geral da Repúb…