Home Portal Notícias Nos EUA, Bolsonaro promove o maior espetáculo de entrega da soberania nacional, denunciam petistas

Nos EUA, Bolsonaro promove o maior espetáculo de entrega da soberania nacional, denunciam petistas

8 min read
0

Parlamentares da Bancada do PT se revezaram na tribuna da Câmara nesta terça-feira (19) para repudiar o comportamento entreguista do presidente Bolsonaro e sua equipe nos Estados Unidos. “Depois de mostrar sua completa falta de compostura para o cargo, postando um vídeo pornô e batendo boca no Twitter durante o Carnaval, Bolsonaro mostra agora, mais uma vez, que nós temos que mobilizar este País, o mais rápido possível, contra a destruição que está acontecendo lá nos Estados Unidos, o maior espetáculo de entrega da soberania nacional, de traição, de lesa-pátria: a entrega da Base de Alcântara e a liberação de vistos”, denunciou o deputado Jorge Solla (PT-BA).

“É um escândalo, é uma vergonha, acabaram com o visto para os norte-americanos entrarem no País. Eles poderão vir ao Brasil, inclusive os espiões, que fizeram espionagem no gabinete da presidenta [Dilma Rousseff] e na Petrobras”, criticou o deputado Padre João (PT-MG).

Na avaliação de Padre João, a atitude de Bolsonaro nessa visita aos EUA confirma que o golpe contra o Lula e contra a Dilma e a perseguição ao Lula foram porque os governos petistas tiraram o Brasil das garras dos norte-americanos, do Fundo Monetário Internacional. “Lula foi o grande articulador do BRICS, então, o Brasil não estava mais nas garras dos norte-americanos. E, agora Bolsonaro vai lá e entrega o pré-sal e a Base de Alcântara, é uma vergonha! Deixo o nosso repúdio!”, reforçou.

O deputado Bohn Gass (PT-RS) leu trechos do artigo do jornalista americano Benjamin Norton sobre a viagem de Bolsonaro aos Estados Unidos. “O líder fascista do Brasil, Bolsonaro, visitou de imediato a sede da CIA (Agência de Inteligência estadunidense) em sua primeira viagem oficial aos Estados Unidos. Este é o símbolo perfeito para a extrema direita da América Latina, que por décadas afogou a esquerda em sangue, graças à ajuda de se beneficiar da CIA”, citou.

Mas, segundo Bohn Gass, o problema não foi só a visita à CIA. “Bolsonaro liberou a entrada de americanos no Brasil, sem visto e sem reciprocidade do governo americano; doou a Base de Alcântara aos Estados Unidos; ofendeu os imigrantes brasileiros dizendo que eles envergonhavam o País, e, o pior, Bolsonaro ouviu Olavo de Carvalho chamar seus ministros de traidores e seu vice de idiota. E o que fez Bolsonaro? Nada!”, indignou-se o deputado.

O deputado Reginaldo Lopes (PT-MG) destacou que já participou, pela Câmara, de comissão externa que apurou o desaparecimento de 19 brasileiros. “Na verdade, eram 12 nacionais, porque havia 5 pessoas da República Dominicana e 2 de Cuba. Eles desapareceram numa travessia de Nassau, em Bahamas, a Miami. Todas as semanas desaparecem brasileiros na travessia do sonho americano. E quando o governo Bolsonaro abre a entrada de americanos sem visto ao País e não exige a reciprocidade, ele passa a ser responsável por milhares de mortes que ocorrem na busca do sonho americano, porque, se este País hoje tem quase 30 milhões de brasileiros sem trabalho, isso é de responsabilidade das políticas públicas e também do atual governo”, afirmou, repudiando a abertura, sem reciprocidade, para os americanos entrarem no Brasil.

O deputado José Ricardo (PT-AM) também se manifestou contrário às atitudes de Bolsonaro nessa viagem aos EUA. “O que ele anda fazendo é um atentado à soberania do nosso País. Conceder liberdade de vistos sem reciprocidade não é cuidar do País, é trabalhar contra o Brasil. Entregar um investimento feito pelo povo brasileiro, a Base de Alcântara, um investimento tecnológico importante e fundamental, para os Estados Unidos operar e comandar é mais um atentado à soberania, é um trabalho contra o País”, protestou.

E a deputada Erika Kokay (PT-DF) disse que tão grave quanto Bolsonaro ir aos Estados Unidos entregar [a Base de] Alcântara, e liberar a entrada de estadunidenses no Brasil sem visto, é o que o governo está fazendo com os aeroportos brasileiros. “Se somarmos o Aeroporto de Vitória com o Aeroporto de Macaé, tivemos um investimento do Estado de mais de R$ 600 milhões e o governo vendeu por pouco mais de R$ 400 milhões. E ainda querem colocar para que seja votada aqui a abertura das nossas empresas aéreas para o capital internacional. Isso é inadmissível!”, finalizou.

 

Vânia Rodrigues

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

CDHM promove debate sobre a parte mais oculta da internet, a deep web

A deep web é uma camada da internet que não pode ser acessada pelos principais meios de me…