Home Portal Notícias Manchetes “O povo garante a democracia, e a mobilização popular pode garantir direitos”, afirma Lula

“O povo garante a democracia, e a mobilização popular pode garantir direitos”, afirma Lula

6 min read
0

O advogado de Lula e ex-presidenciável do PT nas últimas eleições, Fernando Haddad, afirmou nesta sexta-feira (8) após visitar o ex-presidente Lula na sede da Polícia Federal em Curitiba (PR) que o ex-presidente está preocupado com a recente declaração do presidente Jair Bolsonaro sobre os militares serem garantidores da democracia no País. Na manhã de ontem (7), durante cerimônia de aniversário dos Fuzileiros Navais no Rio de Janeiro, Bolsonaro disse em um discurso que “democracia e liberdade só existe quando as Forças Armadas querem”.

Segundo Haddad, Lula lembrou a participação dele em todo o processo de redemocratização do País e disse que só o povo pode garantir a democracia e os seus próprios direitos. “O recado que ele (Lula) diz é o seguinte: democracia quem garante é o povo, que é de onde emana todo o poder, segundo a nossa Constituição. E se a gente quiser defender nossos direitos, a nossa mobilização se torna mais necessária do que nunca, no momento que esses direitos estão sendo ameaçados”, declarou.

Ao falar sobre a condição emocional de Lula, Fernando Haddad disse que o ex-presidente ainda está abalado com a trágica morte de seu neto, Arthur, vítima de uma meningite meningocócica, no último dia 2 de março. Apesar desse fato, o petista disse que o ex-presidente demonstra ter uma grande capacidade de reação. “Ele sente a dor da perda, mas a sua disposição continua grande em lutar pelo Brasil. A vida dele é a defesa desse Pais”, garantiu.

Sobre a tarefa de defender a liberdade de Lula, Haddad destacou que encara a missão como a defesa de alguém que representa o povo brasileiro.

“Hoje falar de Lula Livre é falar de democracia. Não estamos tratando de uma questão pessoal, estamos com o maior líder da história política do País numa situação injusta e defendendo os direitos de uma pessoa que representa os direitos de todo um povo. Então, saímos daqui com importantes tarefas jurídicas, e com toda estratégia de defesa de seu legado e das suas prerrogativas de cidadão”, disse Haddad.

 

Recado do Lula as Mulheres

Em um recado pela passagem do Dia Internacional da Mulher, foi lida para os manifestantes da Vigília Lula Livre – que aguardavam do lado de fora do prédio da Polícia Federal – um recado do Lula a todas as mulheres brasileiras. Na carta o ex-presidente lembra que o 8 de Março é dia de marcar posição contra os que querem deslegitimar a luta das mulheres. Ele ainda se comprometeu, mesmo preso, de também resistir na luta pela construção de uma sociedade mais justa.

Leia abaixo a integra da carta de Lula:

“Oito de março é dia de lembrar a luta das mulheres, que vivem um exercício de resistência diário, desde o momento que vem ao mundo. Dia de marcar posição frente aqueles que hoje no poder tentam deslegitimar a luta de quem tem como ideal a igualdade de direitos. Falamos de igualdade e do direito à própria vida, das mulheres que lutam para existir. De onde me encontro, sigo em resistência pela construção da sociedade que sonhamos juntos, de um Brasil com oportunidades iguais para todos e todas”.

 

Assista o vídeo:

FERNANDO HADDAD VISITA LULA#Aovivo – Advogado de Lula, Fernando Haddad visita o ex-presidente nesta sexta-feira (8). #LulaLivre#MulheresContraBolsonaro

Posted by PT na Câmara on Friday, 8 March 2019

Héber Carvalho

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Lula é um preso político, diz Nobel da Paz Ramos-Horta

Ex-presidente de Timor-Leste e vencedor do Prêmio Nobel da Paz, em 1996, José Ramos-Horta …