Home Portal Notícias Boletim 382 – Comitê Popular em Defesa de Lula e da Democracia

Boletim 382 – Comitê Popular em Defesa de Lula e da Democracia

5 min read
0

Boletim 382 – Comitê Popular em Defesa de Lula e da Democracia

Direto de Curitiba – 8/3/2019 – 336 dias de resistência – 20h10

 

1.O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva divulgou uma carta às brasileiras  nesta sexta-feira (8), Dia Internacional da Mulher. O ex-presidente destacou a importância da resistência das mulheres, que lutam pela própria vida e seus direitos em uma sociedade machista marcada pela violência diária. Ele ainda lembrou da tentativa de retirada de direitos, muitos conquistados ao longo dos 13 anos de governos do PT, pelo governo de  extrema direita Jair Bolsonaro (PSL). A mensagem do ex-presidente foi lida pelo ex-candidato do PT nas eleições de 2018, Fernando Haddad, que visitou Lula hoje. Leia a íntegra da mensagem: https://pt.org.br/lula-envia-carta-as-brasileiras-no-dia-internacional-de-luta-da-mulher/

 

  1. Para celebrar o 8 de Março, a Vigília Lula Livre realizou uma série de manifestações que se juntaram a tantas outras espalhadas por todo o Brasil. As mulheres da Vigília prestaram homenagem à vereadora carioca Marielle Franco, assassinada há um ano, com a fixação de uma placa de trânsito simbólica no Espaço que leva seu nome.

 

  1. O ex-presidente Lula reagiu com indignação à nova afronta constitucional propagada por Jair Bolsonaro na quinta (7), quando ameaçou o povo brasileiro ao dizer que “democracia e liberdade só existem se as Forças Armadas quiserem”. Por intermédio de Fernando Haddad, Lula disse que ficou preocupado com as ameaças à democracia feitas pelo atual presidente. “Ele mandou avisar: democracia quem garante é o povo, que é de onde emana todo o poder, segundo a nossa Constituição”, contou Haddad. Leia mais: https://pt.org.br/lula-envia-carta-as-brasileiras-no-dia-internacional-de-luta-da-mulher/

 

  1. A ex-presidenta Dilma Rousseff, Gleisi Hoffmann, Benedita da Silva, Tereza Campello, Maria do Rosário e Eleonora Menicucci, todas com papéis primordiais nos governos do PT, juntaram-se nesta sexta (8), Dia Internacional da Mulher, para relembrar as enormes conquistas deixadas pelos governos do PT no que diz respeito à emancipação feminina no País. Elas citaram como exemplos os programas como o Minha Casa, Minha Vida e o Bolsa Família, que deram autonomia à mulher na estrutura familiar, além das leis Maria da Penha e a do Feminicídio, ambas de enorme impacto no combate à violência contra as mulheres. Leia a matéria completa: https://pt.org.br/mulheres-do-pt-bolsonaro-coloca-em-risco-imenso-legado-de-lula-e-dilma/

 

  1. Nesta sexta-feira, em dezenas de cidades brasileiras houve manifestações de mulheres em defesa de seus direitos e contra a violência, nas quais muitas militantes portaram cartazes e faixas em defesa da libertação do ex-presidente Lula. Em Paris, na praça da República, integrantes do Comitê de Solidariedade a Lula e em defesa da Democracia Brasileira também levaram cartazes em defesa de Lula, denunciando sua prisão política e arbitrária em decorrência de uma sentença manipulada pelo ex-juiz Sérgio Moro, que virou político e se tornou ministro do governo de extrema direita Bolsonaro.

 

Boletim 382 – Comitê Popular em Defesa de Lula e da Democracia

Direto de Curitiba – 8/3/2019 – 336 dias de resistência – 20h10

 

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Boletim 427 – Comitê Popular em Defesa de Lula e da Democracia

Boletim 427 – Comitê Popular em Defesa de Lula e da Democracia Direto de Curitiba – 22/4/2…