Home Portal Notícias Waldenor Pereira avisa que haverá resistência contra a extrema direita de Bolsonaro

Waldenor Pereira avisa que haverá resistência contra a extrema direita de Bolsonaro

9 min read
0

Em discurso na tribuna da Câmara, nesta quarta-feira (27), o deputado Waldenor Pereira (PT-BA) traçou um paralelo entre a desconstrução da democracia que acontece no mundo e no Brasil. Na Europa, citou o deputado, países como Polônia e Hungria estão sendo comandados pela extrema direita.

“Os relatos que chegam desses dois países mostram um cenário que começa a se desenhar por aqui”, observou o deputado ao se referir à eleição de Jair Bolsonaro.

[Bolsonaro]“Foi eleito, depois de um orquestrado ataque de fake news, um defensor aberto da ditadura, um apoiador da tortura e das execuções extrajudiciais. Um homem que disse que os militares deveriam ter matado trinta mil pessoas e que já fez discurso em defesa das milícias do Rio de Janeiro”, rechaçou o petista.

Waldenor Pereira avaliou que se enganaram aqueles que achavam que as falas do Messias eram apenas bravatas. Ele relatou que já nos primeiros dias, o desgoverno Bolsonaro já comprova que é uma ameaça real ao Estado Democrático de Direito – e que vai aprofundar o estado de exceção que vem sendo construído desde o golpe de 2016.

“Bolsonaro já declarou diversas vezes que “as minorias têm que se curvar às maiorias”. Pois bem, estamos começando a ter amostras das maldades, das medidas criminosas que derivam dessa ideia”, anunciou o deputado.

Waldenor acredita que os valores da tolerância e da igualdade foram “golpeados de morte”. Para ele, não se pode chamar de democracia ou de Estado de Direito “uma Nação que exclui justamente aqueles que mais precisam de apoio”.

“Hoje, a maioria das democracias morre pela ação de líderes eleitos, autocratas que chegam ao poder pela via eleitoral e usam as instituições da democracia para subvertê-la”, constatou.

 

Florescimento da democracia

Waldenor Pereira disse que faz esse alerta porque conhece os valores e as ameaças que sofrem a democracia no Brasil e no mundo. Ele lembrou que o Brasil vinha de um período de florescimento da democracia nos governos do PT, mas que desde 2016, o País se sujeita aos piores movimentos da política. E, sob a aparência de normalidade, o país tem sido vítima dos maiores descalabros.

“Isso nos choca e entristece, mas não nos assusta e não nos paralisa. Ao contrário, renova as forças com que lutamos pelo povo”, declarou.

 

Partido dos Trabalhadores

De acordo com o deputado, há 39 anos o Partido dos Trabalhadores já nasceu enfrentando os desmandos de governos contrários às causas sociais e humanitárias. Ele discorreu ainda que em quase quatro décadas de existência, o PT revolucionou a política e deu voz àqueles que sempre foram excluídos. “Nos 13 anos em que esteve na Presidência da República, o PT mudou a sociedade brasileira e assegurou a cidadania de milhões de brasileiros. Sempre mantivemos o compromisso de defender a democracia e a justiça social”, lembrou.

Waldenor comparou as ações de Bolsonaro às práticas adotadas pelo PT nos 13 anos que comandou o País. Para ele, enquanto o novo governo tenta censurar os professores e banir a liberdade dos alunos, os governos do PT se esforçaram para ampliar não apenas o acesso à educação, mas também o olhar crítico, a cidadania e o respeito à diversidade nas escolas.

Lembrou ainda que enquanto o novo governo extingue o Ministério do Trabalho e retira direitos dos trabalhadores, os governos do PT aumentaram os direitos das domésticas e combateram com firmeza o trabalho escravo.

“Com o PT, tivemos uma política de valorização do salário mínimo, tivemos distribuição de renda com o Bolsa Família e com acesso facilitado ao crédito. Com o PT, tivemos a criação da Farmácia Popular, do Samu e do Mais Médicos. Com o PT, foram promulgados os Estatutos da Juventude, do Idoso e da Igualdade Racial”, disse, orgulhoso, Waldenor Pereira.

 

Lula

Ao lembrar da prisão injusta e arbitrária do ex-presidente Lula – que se encontra encarcerado na sede da Polícia Federal em Curitiba, desde o dia 7 de abril de 2018 -, o deputado assegurou que todo o partido resistirá, assim como Lula tem resistido a quase um ano de injustiça.

“Nós resistiremos, como o presidente Lula tem resistido. Ele que foi condenado e preso sem ter cometido crime algum, vítima de uma farsa judicial que retirou dele não apenas a liberdade, mas também os direitos legais dos cidadãos”.

“Queremos retomar junto a ele o projeto de um País mais justo e menos desigual. Enquanto isso não acontece, vamos sendo Lula, vamos sendo suas pernas e sua voz”, finalizou.

 

Veja o discurso do deputado Waldenor na íntegra:

REFORMA DA PREVIDÊNCIAO deputado federal Waldenor Pereira (PT-BA) analisa as maldades contidas na proposta de Reforma da Previdência, enviada co Congresso por Jair Bolsonaro.#Previdência

Posted by PT na Câmara on Wednesday, February 27, 2019

 

Benildes Rodrigues

 

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Zé Neto apresenta projeto que garante computador para estudantes pobres de escolas públicas durante a pandemia

O deputado Zé Neto (PT-BA) apresentou um projeto de lei na Câmara (PL 3.699/20), com a coa…