Home Portal Notícias Petistas protocolam pedido de CPMI para investigar tragédia de Brumadinho

Petistas protocolam pedido de CPMI para investigar tragédia de Brumadinho

5 min read
0

Os deputados petistas Margarida Salomão, Rogério Correia e Reginaldo Lopes participaram nesta terça-feira (13), junto com representantes do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) e moradores afetados pelo desastre, do ato de entrega do pedido de criação da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) para investigar as causas da tragédia de Brumadinho. O documento foi protocolado na Secretaria Geral do Senado com 237 assinaturas de deputados, deputadas, senadores e senadoras.

A CPMI foi uma iniciativa da bancada mineira, e contou com o apoio de toda a Bancada do PT na Câmara, principalmente dos parlamentares petistas de Minas Gerais: Leonardo Monteiro, Odair Cunha, Padre João, Patrus Ananias e Paulo Guedes.

Após a entrega do pedido, a deputada Margarida Salomão defendeu que esta proposta tenha a prioridade da instalação, e substitua uma CPI na Câmara e outra no Senado, que tratam do mesmo tema, e que já foram aceitas pelos presidentes das duas Casas legislativas. “Essa CPMI, por ter apoio de deputados e senadores, tem precedência sobre as outras duas”, observou.

Já o deputado Rogério Correia ressaltou que uma CPMI, por envolver as duas casas, terá mais força para investigar as causas da tragédia de Brumadinho e também propor ações que garantam a segurança das barragens em todo o País.

“Esperamos razoabilidade do presidente da Câmara e do Senado para que tenhamos apenas uma CPI. Não dá para ver a lama sendo levada para o Rio São Francisco, depois de ocasionar quase 400 mortes, incluindo os desaparecidos. Apenas uma CPMI terá força para vencer o lobby da mineração”, afirmou Correia.

O deputado Reginaldo Lopes destacou ainda que, além de “otimizar tempo e o custo de funcionamento”, uma CPMI terá melhores condições de oferecer uma resposta para populações que hoje sentem medo em morar perto de barragens.

“As pessoas hoje de outras cidades localizadas próximas de barragens não dormem tranquilas. Elas sentem ansiedade e angústia com medo de ocorrer outra tragédia”, destacou. O parlamentar lembrou que, além de assinar a CPMI, é autor da ideia de criação da Comissão Externa da Câmara que acompanha os desdobramentos da tragédia de Brumadinho e coordenador do grupo de trabalho que estuda um novo marco regulatório para as mais de 24 mil barragens em todo o País.

Para a moradora do bairro Parque da Cachoeira, localizado em Brumadinho e atingido pela lama, Soraia Campos, é preciso investigar e punir o crime cometido e ainda propor soluções para amenizar os efeitos da tragédia.

“Nosso bairro, Parque da Cachoeira, está inundando de lama tóxica. Estamos aterrorizados com o que aconteceu, mas mais aterrorizados ainda com o que vem pela frente. Quando a lama secar e vier a poeira, vai trazer várias doenças, problemas pulmonares e cancerígenos”, lamentou.

Héber Carvalho

 

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Airton Faleiro e Benedita promovem na Câmara debate sobre a cultura do Oeste do Pará

A Câmara dos Deputados viveu um momento cultural histórico nesta segunda-feira (19). Parti…