Home Portal Notícias Observatório da Democracia unifica esquerda para enfrentar retrocessos do governo Bolsonaro

Observatório da Democracia unifica esquerda para enfrentar retrocessos do governo Bolsonaro

8 min read
0

As fundações ligadas ao PT, PSOL, PDT, PSB, PCdoB e Pros vão monitorar e avaliar o governo Bolsonaro, estudar as políticas governamentais em áreas como trabalho, saúde e educação e denunciar retrocessos e ataques à democracia. Para isso será lançado nesta quinta-feira (31) o ‘Observatório da Democracia’. “A unidade da esquerda será fundamental para derrotarmos o fascismo no Brasil e no mundo e retomarmos o caminho do avanço civilizatório”, afirmou o líder do PT na Câmara, deputado Paulo Pimenta (RS), que participou nesta manhã de seminário das fundações partidárias.

Para o deputado Pedro Uczai (PT-SC), que também marcou presença no seminário, o lançamento é um momento histórico em que as fundações, que representam várias forças políticas, populares, de esquerda, democráticas se juntam para compreender a conjuntura e melhor responder aos ataques deste governo contra a democracia, contra  as empresas públicas nacionais e de ataque à soberania nacional, aos direitos sociais, aos direitos históricos à saúde, à educação, à assistência social, à habitação, à Previdência pública e ao subsídio dos agricultores.

“Portanto, lançar um observatório da democracia é de um simbolismo e uma força política muito grande dado a conjuntura que se avizinha, que se propõe, em que se quer desmontar todos esses valores fundamentais da democracia, dos direitos e da soberania nacional. Aqui nasce, hoje, a unidade das forças populares de esquerda para enfrentar, superar e ter vitória”, afirmou Pedro Uczai.

Na avaliação da deputada eleita Professora Rosa Neide (PT-MT) o Observatório será fundamental para garantir informação, aprofundar e discutir os temas mais relevantes, “porque a gente sabe que está vivendo um momento muito difícil e muito diferente do que a gente viveu historicamente até agora”. Então, continuou a parlamentar, nesse sentido, o Observatório estará atento para estudar, divulgar e fazer o diálogo com a sociedade, com os partidos. Ele será de extrema importância para que a gente possa manter direitos e garantir a discussão democrática no País”.

 

Representantes dos partidos de esquerda participam dos debates do Observatório da Democracia

Unidade da esquerda

Ao participar do seminário, o deputado eleito Rogério Correia (PT-MG) destacou que o Observatório unifica os partidos de esquerda e de centro-esquerda para ter uma formulação comum em relação ao que é o governo Bolsonaro e como enfrentá-lo. “E as batalhas serão duras, tanto do ponto de vista de manter a soberania nacional, os direitos dos trabalhadores e a democracia. Para esses três eixos nós precisamos construir unitariamente uma resposta”, defendeu.

O deputado eleito Célio Moura (PT-TO) enfatizou que o Observatório é uma demonstração da preocupação dos partidos de esquerda com o Brasil, com a democracia, e com o processo democrático. “Nós vivemos um momento de muita dificuldade e esse Observatório demonstra a vontade que a esquerda tem de brigar pela democracia, que está em risco neste momento”.

Célio Moura reforçou que a esquerda vai fazer o enfrentamento ao governo Bolsonaro para evitar retrocessos e garantir avanços. “E acredito que esse trabalho tem que se desenvolver também pelos estados, porque não pode se centralizar só em Brasília. É precisa mobilizar a sociedade, ir para as ruas”, propôs.

E o deputado eleito Airton Faleiro (PT-PA) avaliou que o Observatório propicia a oportunidade de ter os diagnósticos e as análises comuns. “E isso vai nos subsidiar tanto para montarmos uma estratégia de ação como oposição, mas também vai propiciar que a gente construa uma narrativa para dialogar com a sociedade sobre as atrocidades desses regimes autoritários que ameaçam não só a democracia em nosso País, mas também os direitos conquistados ao longo da história das lutas populares e dos governos populares que muito fizeram para a inclusão social”.

O líder do PT no senado, Humberto Costa (PE); o senador Paulo Rocha (PT-PA); a senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM); o presidente da Fundação Perseu Abramo (PT), Márcio Pochmann; da Fundação João Mangabeira (PSB), Ricardo Coutinho; e da Fundação Maurício Grabois, Renato Rabelo, participaram do seminário.

Foram palestrantes Sergio Gabrielli (PT); Henrique Mathiessem (PDT); James Lewis (PSB); Júlio Velozo (PCdoB); Pedro Otoni (PSOL); e Gastão Vieira (Pros).

 

Agenda

O lançamento do Observatório ocorrerá nesta quinta-feira (31), às 17h no Centro de Eventos e Convenções Brasil 21, em Brasília (DF). Os resultados dos estudos, análises e proposições serão divulgados no site www.observatoriodademocracia.org.br.

 

Vânia Rodrigues

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Projeto em defesa da mulher é apresentado pela deputada Natália Bonavides

A deputada Natália Bonavides (PT-RN) protocolou no último dia 22 o projeto de lei (PL 3059…