Home Portal Notícias Governo de Bolsonaro será monitorado por fundações partidárias

Governo de Bolsonaro será monitorado por fundações partidárias

3 min read
0

As fundações ligadas ao PT, Psol, PDT, PSB, PCdoB e Pros  lançam nesta quinta-feira (31) um grupo de trabalho para monitorar e avaliar o governo Bolsonaro. O evento começará às 17h no Centro de Eventos e Convenções Brasil 21, em Brasília (DF).

Batizado de ‘Observatório da Democracia’, o objetivo do grupo é estudar as políticas governamentais em áreas como trabalho, saúde e educação. Os resultados serão divulgados no site www.observatoriodademocracia.org.br.

“É uma perspectiva inédita. As fundações desses partidos construíram coletivamente uma metodologia própria de acompanhamento sistemático e de análise objetiva das políticas públicas de responsabilidade do governo federal voltadas ao parlamento e a toda sociedade”, explica o presidente da Fundação Perseu Abramo (PT), Márcio Pochmann.

“Vamos construir um Observatório que fará uma avaliação diagnóstica e um juízo crítico das políticas públicas propostas por este governo. Vamos poder auxiliar os partidos e a sociedade a compreender os impactos das medidas e dos retrocessos”, acrescenta o presidente da Fundação Maurício Grabois (PCdoB), Renato Rabelo.

Na mesma linha, o ex-governador da Paraíba e presidente da Fundação João Mangabeira (PSB), Ricardo Coutinho, disse que entidade buscará, junto com as demais fundações, alertar as ameaças “às boas políticas públicas, à democracia e ao povo brasileiro”.

A análise constante das ações do governo, no entanto, não significa que apenas partidos de oposição podem compor o grupo. Outras fundações, aliás, também são convidadas a participar do Observatório.

“É uma iniciativa colaborativa e técnica. O Observatório irá convidar fundações de diferentes partidos e é aberto para quem quiser contribuir, sem nenhum lastro de radicalismo”, destaca o presidente da Fundação da Ordem Social (Pros), Felipe Espírito Santo.

 

Por PT no Senado

 

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Governo ‘não tem proposta para enfrentar cenário de crise’, diz economista

Tânia Bacelar lembra que o crescimento econômico, antes da pandemia, já era baixo. Para a …