Home Portal Notícias Lula Livre Boletim 339 – Comitê Popular em Defesa de Lula e da Democracia

Boletim 339 – Comitê Popular em Defesa de Lula e da Democracia

5 min read
0

Boletim 339 – Comitê Popular em Defesa de Lula e da Democracia

Direto de Curitiba – 24/1/2019 – 293 dias de resistência – 20h15

 

1 – Há um ano, no dia 24 de janeiro de 2018, o Brasil parou para acompanhar o julgamento em segunda instância do recurso apresentado pela defesa do ex-presidente Lula sobre a condenação política imposta pelo juiz e agora ministro, Sérgio Moro, no caso conhecido como o “triplex do Guarujá”. O TRF-4 confirmou a sentença eivado de irregularidades, abrindo caminho para que Lula fosse impedido de concorrer à Presidência da República. Saiba mais: http://www.pt.org.br/ha-um-ano-trf-4-condenava-lula-e-abria-caminho-para-prisao-politica/

 

2 – Depois de visitarem o presidente Lula em Curitiba, a presidenta do PT, senadora Gleisi Hoffmann, e o vice-presidente do PT, Márcio Macedo, prestaram sua solidariedade ao deputado Jean Wyllys, que anunciou na tarde desta quinta-feira (24) que não assumirá o cargo com medo das ameaças que vêm sofrendo. “Precisa ficar claro que Bolsonaro será cúmplice de qualquer coisa que acontecer Jean Wyllys daqui pra frente”, afirmou Gleisi. Leia mais: http://www.pt.org.br/gleisi-bolsonaro-sera-cumplice-se-algo-acontecer-a-jean-wyllys/

 

3 – Em nota, o Instituto Lula também se solidarizou com Jean Wyllys, um dos deputados federais mais combativos dos últimos anos, inúmeras vezes premiado por sua atuação em defesa dos direitos humanos e da população LGBT, que abrirá mão de seu terceiro mandato na Câmara pois não se sente seguro no Brasil. “Suas motivações são absolutamente legítimas: a escalada do ódio e da intolerância na política, que fez dele um alvo preferencial, justamente por suas convicções ideológicas e seus posicionamentos altivos e aguerridos”, diz a nota.  Saiba mais: http://www.pt.org.br/instituto-lula-nota-em-solidariedade-a-jean-wyllys/

 

4 – Lula, por meio de mensagem repassada à Vigília por Gleisi Hoffmann, comentou a postura submissa em relação à Venezuela. “Bolsonaro não consegue cuidar do filho e quer se meter no país alheio”. O comentário foi postado nas redes sociais do presidente. Leia mais: http://www.pt.org.br/lula-bolsonaro-nao-consegue-cuidar-do-filho-e-quer-se-meter-no-pais-alheio/

 

5 – As atividades na Vigília Lula Livre nesta quinta-feira (24) foram coordenadas pelos educadores e contaram com a participação de militantes do Rio Grande do Norte, Recife, Pernambuco, Olinda, Rio Grande do Sul e interior do Paraná. O profissional de Comunicação da Venezuela, Carlos Hurtado, participou do “Bom dia Lula”. Ele defendeu a manutenção da Vigília até que Lula seja livre. “Até que o mundo inteiro e o império norte-americano entendam que Lula tem que ser livre e soberano. Na Venezuela também estamos resistindo a este processo de golpe dos Estados Unidos”, disse Hurtado.

Saiba mais: https://www.facebook.com/201372683924131/posts/346985266029538/

 

Boletim 339 – Comitê Popular em Defesa de Lula e da Democracia

Direto de Curitiba – 24/1/2019 – 293 dias de resistência – 20h15

 

 

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Boletim 481 – Comitê Popular em Defesa de Lula e da Democracia

Boletim 481 – Comitê Popular em Defesa de Lula e da Democracia Direto de Curitiba – 15/6/2…