Home Portal Notícias Manchetes Lula conclama brasileiros a resistirem contra retrocessos, diz Pimenta

Lula conclama brasileiros a resistirem contra retrocessos, diz Pimenta

6 min read
0

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva entende que todas as forças democráticas do País devem intensificar a mobilização em defesa da democracia, da soberania nacional e dos direitos da classe trabalhadora, diante da ameaça representada pelo governo de ultradireita Jair Bolsonaro. O recado de Lula foi transmitido hoje (8) pelo líder do PT na Câmara, deputado Paulo Pimenta (RS), após visita de uma hora ao ex-presidente, juntamente com o coordenador do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), Guilherme Boulos.

Segundo Pimenta, Lula está firme, bem de saúde e acompanha atentamente tudo o que acontece no Brasil. “O ex-presidente tem a consciência histórica do papel que cumpre e dos motivos por que está em Curitiba como preso político”, explicou Pimenta. O próprio ex-presidente afirma que a comprovação de que é prisioneiro político está no acerto feito pelo presidente eleito Jair Bolsonaro com Sérgio Moro, ainda durante o período eleitoral, para que o juiz encarregado da Lava Jato ocupe uma cadeira no futuro Ministério.

“Está demonstrado cabalmente que a suposta isenção de Moro sempre foi uma farsa, assim como a Lava Jato é uma farsa, é claramente um projeto político”, disse Pimenta.

Desafios – De acordo com o líder do PT, Lula está determinado, física e psicologicamente, para enfrentar os desafios que despontam no cenário brasileiro. O ex-presidente transmitiu também cumprimentos a todos os militantes da Vigília Lula Livre, assim como outros espalhados por todo o País, pela contínua resistência em defesa de sua libertação e da democracia. “A mensagem de Lula é de disposição pela luta e pela resistência”, completou Paulo Pimenta.

Boulos também destacou a disposição de Lula em resistir aos retrocessos e defender sua inocência diante das manipulações do processo contra si feitas por Sérgio Moro. O líder do MTST rebateu também as ameaças do futuro governo contra os movimentos sociais, os quais seriam tachados de “terroristas” pelo ultradireitista Jair Bolsonaro. Segundo ele, terrorismo é a injustiça social contra, por exemplo, seis milhões de pessoas sem moradia própria no País, muitas das quais gastam metade do que ganham para pagar aluguel.

Boulos destacou que a democracia e muitas das conquistas econômicas e sociais no Brasil foram obtidas com a atuação decisiva de movimentos sociais. Para ele, é um “descalabro próprio de pessoas autoritárias e de regimes autoritários” a tentativa de qualificar os movimentos sociais como terroristas. Disse também que esses movimentos não serão dissolvidos “com uma paulada, uma lei ou um decreto”.

Antes do encontro com Lula, Paulo Pimenta passou pela Vigília Lula Livre, onde ganhou da menina Sofia o livro “O Futuro Só Depende de Você”, escrito por ela. Sofia entregou também a Pimenta um exemplar autografado do livro, com uma carta, para que ele repassasse a Lula. A militante Isa Godoy entregou a Pimenta um presente para ser levado a Lula: uma manta confeccionada pelo grupo de mulheres Linhas do Horizonte de Minas Gerais. O mimo que vai aquecer o ex-presidente traz bordado feito à mão trecho de um poema de Guimarães Rosa: “A vida é assim/Esquenta e esfria/Aperta daí afrouxa/Sossega e depois desinquieta/O que ela quer de nós/ É coragem”.

 

PT na Câmara

 

 

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Depoimento de Lula expõe arbitrariedade de acusações

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em depoimento de quase três horas dado hoje (14…