Home Portal Notícias Petistas afirmam que campanha de Bolsonaro usou e abusou de fake news

Petistas afirmam que campanha de Bolsonaro usou e abusou de fake news

7 min read
0

Estamos vivendo tempos muito duros, difíceis e tristes para o Brasil. Assim a deputada Luizianne Lins (PT-CE) iniciou o seu pronunciamento em plenário nesta quarta-feira (31). Na avaliação da parlamentar é impressionante como tem gente que não vê que essa foi uma eleição supostamente democrática, “mas que trouxe traços que precisamos entender e compreender, inclusive o crime que foi feito por empresas de tecnologia, a começar pela companhia Analytica”, afirmou.

Luizianne explicou que a companhia Analytica interferiu na eleição do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, com os dados que as pessoas cedem, ou muitas vezes não cedem. “A Analytica comprou 300 mil perfis do Facebook e a partir disso transformou 87 milhões de disparos, mapeando as pessoas através dos amigos e dos amigos dos amigos dessas pessoas. Mapearam 87 milhões de eleitores, produziram conteúdo específico e personalizado para as diversas pessoas de acordo com a personalidade de cada uma. Vejam o grau de sofisticação. E isso foi feito aqui no Brasil”, denunciou.

A deputada citou ainda que foi feita uma denúncia, “pois as empresas fizeram isso com caixa dois, inclusive dispararam e incentivaram a criação das supostas fake news (mentiras passadas em formato de notícia), mas a verdade vai aparecer”, afirmou.

Luizianne frisou que a Bancada do PT e os partidos de esquerda vão seguir em frente, defendendo a democracia. “Não vamos desistir do nosso País, vamos enfrentar e construir a resistência democrática num ambiente em que sabemos que será duro e difícil, a começar pelas medidas que o presidente eleito, que nem sequer tomou posse ainda, e já anunciou a fusão do Ministério do Meio Ambiente e o Ministério da Agricultura. Isso só comprova o despreparo do cidadão eleito Presidente da República”.

Na avaliação do deputado Zeca Dirceu (PT-RS), Bolsonaro começou muito mal. “Aquele discurso da pureza, da ética e da limpeza começa a cair por terra para os próprios eleitores de Bolsonaro que o criticam hoje nas redes sociais”, destacou o deputado. Ele se refere a manifestações de eleitores de Bolsonaro, que criticaram, em rede social, o fato de lideranças políticas, denunciadas por corrupção, que respondem a processos por corrupção, e até mesmo lideranças, condenadas por corrupção, contar e a frequentar o rol de possíveis ou de até já ministros anunciados pelo futuro Presidente Jair Bolsonaro.

Zeca Dirceu disse que ele não torce pelo quanto pior melhor. “O meu desejo era que caísse por terra outras promessas de Bolsonaro, outras afirmações dele, como as que estimulam o ódio, a violência e, infelizmente, a intolerância em nosso País, o que têm feito muitas vítimas inocentes ao longo das últimas semanas e dos últimos meses”, acrescentou.

Preocupação – O deputado Marcon (PT-RS) também manifestou preocupação com o governo eleito de Bolsonaro. “A preocupação dele (Bolsonaro) é tirar o direito do nosso povo se aposentar com a Reforma da Previdência. Ele acha que a proposta de reforma que está aqui na Câmara é muito tímida. Ele quer uma proposta ainda mais selvagem contra os trabalhadores, que é implementar aqui a Previdência que há no Chile, que é a Previdência Privada”, lamentou. Ele defendeu a mobilização popular e parlamentar contra qualquer tentativa de retirada de direitos.

Na avaliação do deputado Zé Geraldo (PT-PA) em breve os eleitores de Bolsonaro estarão decepcionados com o governo que escolheram. “Será que o Bolsonaro vai abaixar a energia no Brasil? Será que vai abaixar o preço da gasolina e do óleo diesel no Brasil? Será que vai abaixar o gás de cozinha no Brasil? Será que vai ter Minha Casa, Minha Vida no Brasil? Será que a violência vai diminuir no País? Só se vocês acham que vão, porque eu e quase a metade dos eleitores brasileiros sabemos que não”.

 

Vania Rodrigues

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Programa “Future-se” do governo Bolsonaro é uma ameaça à Universidade pública, adverte Margarida Salomão

A deputada Margarida Salomão (PT-MG) fez hoje (19) severas críticas ao programa Future-se,…