Home Portal Notícias Lula Livre Boletim 216 – Comitê Popular em Defesa de Lula e da Democracia

Boletim 216 – Comitê Popular em Defesa de Lula e da Democracia

4 min read
0

Boletim 216 – Comitê Popular em Defesa de Lula e da Democracia
Direto de Curitiba – 22/9/2018 – 19h15

1. No 169º dia de resistência democrática e de denúncia contra a arbitrária prisão de Luiz Inácio Lula da Silva, os militantes da Vigília Lula Livre celebraram o bom dia ao ex-presidente com música em uma manhã ensolarada. A atividade contou com a participação da vice-presidenta nacional da CUT, Carmem Foro, que foi até Curitiba neste sábado a fim de levar seu apoio aos militantes da Vigília e reforçar a campanha pela libertação do ex-presidente.

2. Na tarde deste sábado, os militantes relembraram a mensagem do ex-presidente Lula em que ele agradece o carinho que recebe todos os dias da Vigília , especialmente nos fins de semana. A Vigília recebeu também a visita de Ana Carolina, do Movimento Negro, que anunciou diversos atos em Curitiba em defesa da democracia.

3. Uma grande vela de barco branca, com o rosto de Lula estampado em vermelho, ocupa uma das colunas do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro (MAM). Trata-se da intervenção “É tudo verdade”, de Cesar Oiticica Filho e Carlos Cirenza, a qual começou neste sábado (22). Na pilastra ao lado, outra vela de barco estampa o rosto de Marielle Franco, vereadora carioca assassinada há mais de seis meses em um crime político ainda não solucionado pela polícia. Outra figuras históricas brasileiras completam o panteão. O ponto de partida do trabalho foi o documentário “É Tudo Verdade”, de Orson Welles. Saiba maisS: http://www.pt.org.br/imagem-de-lula-inspira-intervencao-artistica-no-mam-do-rj/

4. No ano passado, Lula se lançou em uma aventura política radical: rodar o país levando sua mensagem pela democracia e contra a injustiça. Os mais 8 mil quilômetros percorridos por ele e outros militantes inspiraram o livro ‘Caravanas da Esperança’. A festa de lançamento aconteceu na noite de sexta-feira (21), em São Paulo. O livro é organizado pela jornalista Cleusa Slaviero, que convidou vários dos admiradores, colegas e correligionários do presidente para colocar em palavras a emoção da jornada. O prefácio é do próprio Lula, que conta porque, aos 70 anos, sentiu que era hora de repetir as andanças que marcaram sua militância nos anos 80 e 90.

Boletim 216 – Comitê Popular em Defesa de Lula e da Democracia
Direto de Curitiba – 22/9/2018 – 19h15

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Vox Populi: para 68% da população Lula venceria eleições de 2018 se estivesse livre

Passado pouco mais de um mês após sua libertação, ocorrida em 9 de novembro último, o ex-p…