Home Portal Notícias PT lidera pelo 19º ano consecutivo a lista dos parlamentares mais influentes do Congresso

PT lidera pelo 19º ano consecutivo a lista dos parlamentares mais influentes do Congresso

6 min read
0

O Partido dos Trabalhadores mais uma vez lidera, com folga, a lista dos parlamentares mais influentes no Congresso Nacional neste ano de 2018, segundo o Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (Diap). Na lista divulgada nesta segunda-feira (17) o PT aparece em primeiro lugar com 19 parlamentares – 13 deputados e 6 senadores. Entre eles os líderes na Câmara, deputado Paulo Pimenta (RS), e no Senado, senador Lindbergh Farias (RJ), o líder da Oposição na Câmara, deputado José Guimarães (CE), e a presidenta nacional do partido, senadora Gleisi Hoffmann (PR).

São dezenove anos consecutivos de liderança petista na prestigiada lista do Diap, que acompanha sistematicamente o dia a dia do Parlamento brasileiro. O segundo colocado, o PSDB, tem na lista 14 parlamentares (7 deputados e 7 senadores) e em terceiro lugar aparece o MDB, com 12 parlamentares (4 deputados e 8 senadores).

Fazem parte também da lista dos “Cabeças do Congresso” os deputados petistas Afonso Florence (BA); Arlindo Chinaglia (SP); Carlos Zarattini (SP); Erika Kokay (DF); Henrique Fontana (RS); Marco Maia (RS); Maria do Rosário (RS); Odair Cunha (MG); Paulo Teixeira (SP); Vicentinho (SP); e Wadih Damous (RJ).

No Senado, além de Gleisi e de Lindbergh, também figuram no seleto grupo os senadores petistas, Fátima Bezerra (RN) Humberto Costa (PE), Jorge Viana (AC) e Paulo Paim (RS), único parlamentar a permanecer na lista desde a sua primeira edição, em 1994. Paim figurou entre os mais influentes como deputado e se manteve entre os “Cabeças” despois que se elegeu senador.

Os “cabeças” do Congresso Nacional são aqueles parlamentares que conseguem se diferenciar dos demais pelo exercício de qualidades e habilidades que revelam protagonismo no processo legislativo, como capacidade de conduzir debates, negociações, votações, articulações e formulações. Essas capacidades são medidas por atributos como senso de oportunidade, eficiência na leitura da realidade, que é dinâmica, e, principalmente, facilidade para conceber ideias, constituir posições, elaborar propostas e projetá-las para o centro do debate, liderando sua repercussão e tomada de decisão.

“Enfim, é o parlamentar que, isoladamente ou em conjunto com outras forças, é capaz de criar seu papel e o contexto para desempenhá-lo”, explica o Diap.

A pesquisa, realizada anualmente, considera apenas os parlamentares que estavam no efetivo exercício do mandato no período da avaliação, correspondendo o período fevereiro a julho de 2018. Entre os 100 parlamentares que comandam o processo decisório no Congresso, segundo o Diap, 65 são deputados e 35 são senadores.

Em ascensão – O Diap também faz um levantamento de parlamentares que, mesmo sem figurar na lista dos 100 mais influentes, estão em plena ascensão no Poder Legislativo. Entende-se por parlamentar em ascensão aquele que vem recebendo missões partidárias, políticas ou institucionais e as realizam com sucesso.

Pelo PT na Câmara estão nesta categoria os deputados Nelson Pelegrino (BA), Ságuas Moraes (MT), Patus Ananias (MG), Bohn Gass (RS) e Pepe Vargas (RS).

Para formular a lista o Diap entrevistou senadores e deputados, assessores das duas Casas, jornalistas, cientistas e analistas políticos e promoveu, em relação a cada parlamentar, um exame cuidadoso das atividades profissionais, além do levantamento de pronunciamentos, apresentação de proposições, resultado de votações, intervenção nos debates legislativos, além de relatorias de matérias relevantes.

 

Vânia Rodrigues

 

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Reduzir contribuição para o FGTS prejudica trabalhadores e beneficia os mais ricos, acusam petistas

O líder da Bancada do PT na Câmara, deputado Enio Verri (PT-PR), e os deputados Vicentinho…