Home Portal Notícias Lula Livre Boletins Boletim 195 – Comitê Popular em Defesa de Lula e da Democracia

Boletim 195 – Comitê Popular em Defesa de Lula e da Democracia

7 min read
0

Boletim 195 – Comitê Popular em Defesa de Lula e da Democracia
Direto de Curitiba – 1º/09/2018 – 19h40

1. Diante da violência cometida pelo Tribunal Superior Eleitoral contra os direitos de Lula e do povo que quer elegê-lo presidente da República, o Partido dos Trabalhadores informou, em nota, que continuará lutando por todos os meios para garantir sua candidatura nas eleições de 7 de outubro. O PT afirma que é mentira que a Lei da Ficha Limpa impediria a candidatura de quem foi condenado em segunda instância, como é a situação injusta de Lula. O artigo 26-C desta Lei prevê suspensão da inelegibilidade quando houver recurso a ser julgado em instâncias superiores (STJ e STF). Leia a nota: http://www.pt.org.br/nota-do-pt-contra-a-cassacao-politica-com-lula-ate-o-fim/

2. O Judiciário brasileiro, desta vez no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), mostrou mais uma vez que é capaz de quebrar todos os recordes de tempo quando se trata de Luiz Inácio Lula da Silva. A impugnação da candidatura de Lula, atropelando ritos, prazos e até a decisão do Comitê de Direitos Humanos da ONU em defesa do direito de Lula ser candidato foi tomada em menos de 24h, depois de aberto o prazo para julgar as chapas. Leia aqui: http://www.pt.org.br/em-menos-de-24h-tse-atropela-defesa-onu-e-impugna-registro-de-lula/

3. A mesma Justiça Eleitoral, nas últimas eleições municipais, reconheceu direitos previstos tanto na Lei Eleitoral como na da Ficha Limpa em favor de 145 candidatos a prefeito. Eles disputaram a eleição sub judice, com registro indeferido, e 98 foram eleitos e governam atualmente suas cidades. Parlamentares do PT na Câmara criticaram duramente o casuísmo do TSE. Leia mais: https://ptnacamara.org.br/portal/2018/09/01/exatamente-dois-anos-apos-golpe-contra-dilma-tse-cria-regra-de-excecao-contra-lula-denunciam-parlamentares/

4. O ex-presidente Lula mandou uma carta para o povo pernambucano, que foi levada por seu vice, Fernando Haddad. Em um trecho, afirma: ” O momento que vivemos não é fácil. Uma perseguição judicial tocada por alguns que se acham no direito de proibir o povo de se manifestar me mantém preso em Curitiba.” Leia mais: http://www.pt.org.br/leia-a-carta-de-lula-ao-povo-pernambucano/

5. No programa da coligação Povo Feliz de Novo (PT, PCdoB e Pros) que foi ao ar hoje, Lula, em sua aparição não como candidato, alfinetou o Judiciário. “Estou na situação de um inocente que está sendo julgado para evitar que um inocente volte a fazer o melhor governo do Brasil. Eu sei que vou entrar para a história como o presidente que mais fez inclusão social neste país, que mais fez universidade, que mais fez escola técnica, que colocou jovens na universidade nesse país. Eu sei como eu vou passar para a história, mas não sei como eles vão passar, se como juízes ou como algozes”, disse o ex-presidente, líder nas intenções de voto segundo os institutos de pesquisa.

6. A Central Única dos Trabalhadores (CUT) divulgou hoje nota de repúdio à decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) de barrar a candidatura de Lula à Presidência da República. A CUT considera a decisão mais um “ato arbitrário de um Poder Judiciário, que vem se caracterizando pela parcialidade e desrespeito aos direitos fundamentais consagrados na Constituição brasileira e, também, ao Pacto Internacional dos Direitos Civis e Políticos, do qual o Brasil é signatário”. Leiahttps://www.redebrasilatual.com.br/politica/2018/09/cut-e-mst-repudiam-decisao-do-tse-que-barram-candidatura-de-lula

7. O Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) também repudiou a decisão do TSE. A organização critica o desrespeito do TSE à Lei Eleitoral e ao Comitê de Direitos Humanos da ONU. Leia a nota: https://www.brasildefato.com.br/2018/09/01/movimento-dos-sem-terra-condena-decisao-do-tse/

8. Horas depois da arbitrária decisão do TSE, em várias capitais e cidades do interior aconteceram Lulaços, manifestações com milhares de pessoas em locais públicos em defesa da libertação de Lula. Em Fortaleza, por exemplo, houve o clássico “Olê Olê Olá, Lula lá, Lula lá” no Shopping Iguatemi, local frequentado pela classe média. Teve Lulaço também no mercado Municipal da Vila Rubim, em Vitória, no Espírito Santo, assim como em Manaus, Fortaleza, Curitiba, Brasília e Rio de Janeiro e outras cidades.

Boletim 195 – Comitê Popular em Defesa de Lula e da Democracia
Direto de Curitiba – 1º/09/2018 – 19h40

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Uma verdade cruel no Dia das Crianças: Bolsonaro destrói políticas para a infância

Ataque do Palácio do Planalto às políticas sociais adotadas pelos governos  PT vai desde o…