Home Portal Notícias Lula Livre Lula na ONU: Brasil reafirmou compromisso com Comitê em abril

Lula na ONU: Brasil reafirmou compromisso com Comitê em abril

3 min read
0

Em abril de 2018, o Brasil enviou um documento ao Comitê de Direitos Humanos da ONU reafirmando seu compromisso com o sistema de direitos humanos e com o próprio comitê. Apenas quatro meses depois, o governo golpista tentou deslegitimar a entidade por conta da liminar para que Lula não seja impedido a participar das eleições.

No dia 17 de agosto, o Comitê de Direitos Humanos da ONU acolheu pedido liminar da defesa de Lula e determinou ao Estado Brasileiro que “tome todas as medidas necessárias para permitir que o autor [Lula] desfrute e exercite seus direitos políticos da prisão como candidato nas eleições presidenciais de 2018, incluindo acesso apropriado à imprensa e a membros de seu partido político” e, também, para “não impedir que o autor [ Lula] concorra nas eleições presidenciais de 2018″.

No mesmo dia, o Itamaraty e o ministro da Justiça do governo golpista emitiram notas deslegitimando acordo internacional.

O Brasil é signatário do Pacto Internacional de Direitos Civis e Políticos desde 2009. O texto do pacto diz que os Estados signatários “reconhecem que o Comitê tem competência para receber e examinar comunicações provenientes de indivíduos sujeitos à sua jurisdição que aleguem ser vítimas de uma violação”.

O documento foi enviado em abril por conta do próprio caso de Lula, inscrito no comitê sob o número 2841/2016, e afirma que “a República Federativa do Brasil saúda essa oportunidade para reafirmar seu compromisso com o sistema de direitos das Nações Unidas e com esse honroso comitê”.

Leia na íntegra:

 

Da Agência PT de notícias

 

 

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Bulletin 513 – People’s Committee in Defense of Lula and Democracy

Bulletin 513 – People’s Committee in Defense of Lula and Democracy Straight from Cur…