Home Portal Notícias Lula Livre Marcha do MST ganha reforço internacional e chega a Brasília por #LulaLivre

Marcha do MST ganha reforço internacional e chega a Brasília por #LulaLivre

5 min read
0

Quem acompanha a Marcha Nacional Lula Livre, organizada pelo Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST), testemunha de perto a esperança estampada no rosto, a firmeza no caminhar, a determinação no canto e o ideal político expresso em faixas, cartazes e estandartes empunhados por mais de cinco mil homens e mulheres que chegaram nesta manhã (13) a Brasília. Eles deixaram suas casas, suas famílias e seus afazeres do campo para revelar ao mundo o clamor por justiça, por democracia e por Lula livre. No próximo dia 15 de agosto, eles participam juntamente com outros movimentos sociais de grande manifestação na Esplanada dos Ministérios.

Nesta segunda-feira (13), as três colunas que compõem a Marcha Nacional – Tereza de Benguela, composta por militantes da Região Amazônica e Centro-Oeste; Ligas Camponesas, formada por militantes do Nordeste; e a Coluna Prestes, com ativistas do Sul e Sudeste – entraram na capital federal, em caminhada, pelas três principais entradas da cidade.

O líder da Bancada do Partido dos Trabalhadores na Câmara, deputado Paulo Lula Pimenta (RS), recepcionou a marcha e caminhou ao lado dos trabalhadores da Coluna Carlos Prestes. “Estamos aqui concluindo mais uma etapa da Marcha Nacional Lula Livre, onde o Brasil inteiro vai dizer ao mundo que quer a liberdade do presidente Lula, que quer Lula presidente”, afirmou Paulo Pimenta.

Foto: Lula Marques

A manifestação desta segunda-feira contou com reforços internacionais. O Prêmio Nobel da Paz Adolfo Pérez Esquivel marchou com os manifestantes, usando boné do MST e segurando faixa de protesto. “Estamos aqui em solidariedade ao povo do Brasil e pela libertação de Lula, que é um preso político”, observou Esquivel.

“É preciso ficar claro que essa política de tentar tirar Lula das eleições está sendo aplicada em todo o continente latino-americano. Não só no Brasil, mas também em Honduras, no Paraguai (…). A extrema direita está avançando na dominação dos povos”, alertou o Nobel da Paz.

Representantes do Podemos, partido político da esquerda espanhol, também participaram da caminhada. “No Podemos, da Espanha, temos claro que estamos com o povo brasileiro e com a democracia”, relatou a deputada espanhola María Espinosa. “E por isso queremos ir juntos nessa marcha, para que o povo brasileiro tenha a possibilidade de uma eleição, de mudança. Pátria Livre!”, destacou a parlamentar.

O Secretário de Organização do Podemos, Fran Casamayor, disse que “é um prazer participar dessa mobilização” por Lula Livre. “Vamos conseguir nosso objetivo”, salientou.

Os mais de cinco mil manifestantes do MST se encontrarão com integrantes de outros movimentos da Via Campesina, como o Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) e o Levante Popular da Juventude. A concentração dos manifestantes ocorre no Parque da Cidade, em Brasília. De lá, os manifestantes descerão no dia 15 para a Esplanada dos Ministérios.

Foto: Lula Marques

Benildes Rodrigues

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Boletim 576 – Comitê Popular em Defesa de Lula e da Democracia

Boletim 576 – Comitê Popular em Defesa de Lula e da Democracia Direto de Curitiba – 19/9/2…