Home Portal Notícias Rejane Dias condena privatização da Cepisa

Rejane Dias condena privatização da Cepisa

4 min read
0

A deputada Rejane Dias (PT-PI) considera precipitada e ilegítima a decisão do governo Temer de colocar a Cepisa, responsável pelo fornecimento de energia no Piauí, em leilão, já nesta quinta-feira (26). A parlamentar, que na Câmara votou contra o projeto de lei  do governo (PL10332/18),  que viabiliza a privatização da Cepisa e de outra cinco distribuidoras de energia do Norte e Nordeste, manifesta total apoio aos trabalhadores da empresa contra a privatização da companhia.

Rejane Dias enfatiza que a empresa piauiense é um bem público e vital para o desenvolvimento do estado. “A privatização da Cepisa é um risco para o desenvolvimento do nosso Piauí, pois permitirá a criação de ambiente especulativo para o comércio de energia, queda nos investimentos e aumento nas tarifas para os consumidores”, alerta.

A parlamentar destaca que o Sindicato dos Urbanitários/PI, juntamente com os demais sindicatos das outras cinco distribuidoras do Sistema Eletrobras, entraram com ação para suspender a realização do certame. Segundo a instituição, os processos legais necessários para o leilão acontecer foram atropelados e forjados, como o caso da Assembleia de Acionistas, que teve sua ata falsificada, como já tinha sido provado pelo sindicato.

Da mesma forma, o governo do Piauí entrou com ação para que o leilão seja suspenso, tendo em vista que o certame não tem sustentação jurídica para ser realizado.

Investimentos – Rejane Dias afirma que nos últimos dez anos, a Cepisa investiu muito em todo o estado do Piauí. Conforme dados do Sindicato dos Urbanitários/PI, tivemos um crescimento do consumo de energia  de 65% devido à expansão dos programas populares Luz para Todos e o Energia Mais, onde 2/3  da população não tinha energia elétrica. A meta estabelecida de atender 158 mil famílias com energia, foi atendida. Com o Programa luz para Todos nós evoluímos em extensão de rede, saindo de 40 mil quilômetros de extensão de redes para mais de 90 mil quilômetros de extensão, atualmente.

Leilões – De acordo com a Agência Brasil, do governo federal, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), responsável pelo certame, adiou para 30 de agosto o leilão de quatro distribuidoras da estatal: Boa Vista Energia; Amazonas Distribuidora de Energia; Companhia de Eletricidade do Acre; Centrais Elétricas de Rondônia.

Já a venda da Companhia Energética de Alagoas (Ceal) está suspensa por decisão do Supremo Tribunal Federal (STF).

Assessoria Parlamentar

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Gleisi Hoffmann e Enio Verri apresentam projeto que torna obrigatória vacinação contra a Covid-19

A presidenta nacional do PT e deputada federal Gleisi Hoffmann (PR) e o líder do partido n…