Home Portal Notícias, Notas e Boletins Português Notas Nota oficial – PT na Câmara repudia ataques fascistas a Débora Diniz e Joanna Maranhão

Nota oficial – PT na Câmara repudia ataques fascistas a Débora Diniz e Joanna Maranhão

5 min read
0

A bancada do PT na Câmara divulgou nota, nesta quinta-feira (19), na qual repudia “as agressões e ameaças contra a professora e pesquisadora Débora Diniz, da Universidade de Brasília (UnB), e contra a atleta Joanna Maranhão”. O texto, assinado pelo líder da bancada, deputado Paulo Pimenta (PT-RS), afirma que os ataques “são motivados pelo ódio – e, via de regra, eivados de machismo, misoginia e homofobia – de uma direita hidrófoba” e que “grupos que desprezam a democracia” devem ser “punidos com o rigor da lei”.

Leia a nota da íntegra.

NOTA DA BANCADA DO PT NA CÂMARA DOS DEPUTADOS

Repúdio às ameaças contra Débora Diniz e Joanna Maranhão

A Bancada do PT na Câmara repudia as agressões e ameaças contra a professora e pesquisadora Débora Diniz, da Universidade de Brasília (UnB), e contra a atleta Joanna Maranhão. Ambas são referências no Brasil e no mundo pelo trabalho sério, dedicado e competente em suas respectivas áreas de atuação.

Ademais, como cidadãs, ambas devem ter respeitado o direito à liberdade de expressão e de pensamento. Seja no campo da política, seja no campo das ciências humanas, a diversidade deve ser promovida e protegida e não pode, sob qualquer hipótese, ser alvo de ataques fascistas como Joanna Maranhão e Débora Diniz têm sofrido nos últimos dias.

Tais ataques são motivados pelo ódio – e, via de regra, eivados de machismo, misoginia e homofobia – de uma direita hidrófoba que produz e difunde sistemática e cotidianamente mentiras e distorções inaceitáveis em um ambiente democrático.

Do campo virtual, as ameaças passaram para o plano físico. Na quarta-feira (18), depois de evento de que participou em Brasília, Débora Diniz foi ameaçada fisicamente por um grupo de homens, fato que a obrigou a sair da capital federal. Perseguir uma pesquisadora científica em pleno século 21 equivale a voltar à Idade Média, quando a ciência era demonizada.

Já a nadadora pernambucana foi vítima de uma mentira difundida pelo vereador carioca Carlos Bolsonaro, que acusou a atleta de defender pedofilia, fato que desatou uma enorme onda de ataques e ameaças.

É deplorável a escalada atual do fascismo no Brasil, onde grupos que desprezam a democracia e as regras de convivência firmadas na tolerância e na pluralidade têm tentado impor ao conjunto da sociedade suas crenças e ideologias à base da violência e do desrespeito às posições divergentes.

A Bancada do PT conclama as autoridades policiais a identificar o mais rápido possível os autores das agressões contra Débora Diniz e Joanna Maranhão, para que sejam punidos com o rigor da lei.

Brasília, 19 de julho de 2018.

Dep. Paulo Pimenta (RS)
Líder do PT na Câmara dos Deputados

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Vitória da população LGBT: conceito de família não será restrito, decide STF por unanimidade

O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu por unanimidade, na última quinta-feira (12), que…