Home Portal Notícias, Notas e Boletins Português Notas Nota oficial – PT na Câmara repudia ataques fascistas a Débora Diniz e Joanna Maranhão

Nota oficial – PT na Câmara repudia ataques fascistas a Débora Diniz e Joanna Maranhão

5 min read
0

A bancada do PT na Câmara divulgou nota, nesta quinta-feira (19), na qual repudia “as agressões e ameaças contra a professora e pesquisadora Débora Diniz, da Universidade de Brasília (UnB), e contra a atleta Joanna Maranhão”. O texto, assinado pelo líder da bancada, deputado Paulo Pimenta (PT-RS), afirma que os ataques “são motivados pelo ódio – e, via de regra, eivados de machismo, misoginia e homofobia – de uma direita hidrófoba” e que “grupos que desprezam a democracia” devem ser “punidos com o rigor da lei”.

Leia a nota da íntegra.

NOTA DA BANCADA DO PT NA CÂMARA DOS DEPUTADOS

Repúdio às ameaças contra Débora Diniz e Joanna Maranhão

A Bancada do PT na Câmara repudia as agressões e ameaças contra a professora e pesquisadora Débora Diniz, da Universidade de Brasília (UnB), e contra a atleta Joanna Maranhão. Ambas são referências no Brasil e no mundo pelo trabalho sério, dedicado e competente em suas respectivas áreas de atuação.

Ademais, como cidadãs, ambas devem ter respeitado o direito à liberdade de expressão e de pensamento. Seja no campo da política, seja no campo das ciências humanas, a diversidade deve ser promovida e protegida e não pode, sob qualquer hipótese, ser alvo de ataques fascistas como Joanna Maranhão e Débora Diniz têm sofrido nos últimos dias.

Tais ataques são motivados pelo ódio – e, via de regra, eivados de machismo, misoginia e homofobia – de uma direita hidrófoba que produz e difunde sistemática e cotidianamente mentiras e distorções inaceitáveis em um ambiente democrático.

Do campo virtual, as ameaças passaram para o plano físico. Na quarta-feira (18), depois de evento de que participou em Brasília, Débora Diniz foi ameaçada fisicamente por um grupo de homens, fato que a obrigou a sair da capital federal. Perseguir uma pesquisadora científica em pleno século 21 equivale a voltar à Idade Média, quando a ciência era demonizada.

Já a nadadora pernambucana foi vítima de uma mentira difundida pelo vereador carioca Carlos Bolsonaro, que acusou a atleta de defender pedofilia, fato que desatou uma enorme onda de ataques e ameaças.

É deplorável a escalada atual do fascismo no Brasil, onde grupos que desprezam a democracia e as regras de convivência firmadas na tolerância e na pluralidade têm tentado impor ao conjunto da sociedade suas crenças e ideologias à base da violência e do desrespeito às posições divergentes.

A Bancada do PT conclama as autoridades policiais a identificar o mais rápido possível os autores das agressões contra Débora Diniz e Joanna Maranhão, para que sejam punidos com o rigor da lei.

Brasília, 19 de julho de 2018.

Dep. Paulo Pimenta (RS)
Líder do PT na Câmara dos Deputados

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Confira a posição de cada parlamentar e partido na votação que colocaria o COAF no Ministério da Justiça

A oposição impôs uma dura derrota ao governo Bolsonaro na votação da medida provisória (MP…