Home Portal Notícias Paulo Pimenta repudia repressão contra servidores municipais de Porto Alegre

Paulo Pimenta repudia repressão contra servidores municipais de Porto Alegre

5 min read
0

O líder do PT na Câmara, Paulo Lula Pimenta (RS), divulgou nota em que condena a forte repressão a servidores públicos municipais de Porto Alegre, ocorrida na quarta-feira (11) quando tentavam entrar na Câmara Municipal para acompanhar votação de projetos da administração do prefeito Nelson Marchezan Júnior (PSDB) que podem resultar em até 40% de redução de seus salários.

O líder observa que a truculência e o ataque a direitos de servidores têm sido a marca da administração do prefeito tucano, que se destaca ainda por “um conjunto de ações voltadas ao desmonte dos serviços públicos municipais”.

“Meu total apoio e solidariedade aos servidores municipais que, frente a este cenário de atrocidades e ataques a direitos, decidiram por unanimidade entrar em greve por tempo indeterminado a partir de hoje”, afirma Paulo Pimenta.

 

Leia a íntegra da nota:

 

“Todo apoio aos servidores municipais de Porto Alegre

 

Nesta quarta-feira (11) assistimos estarrecidos às ações fascistas e violentas promovidas pela Presidência da Câmara de Vereadores de Porto Alegre, junto com o governo do município, contra servidores municipais.

Os servidores foram violentamente reprimidos ao tentarem acessar o Plenário Otávio Rocha da Câmara Municipal a fim de acompanhar a votação de projetos de lei que podem levar a uma redução de 40% de seus salários, bem como ao desmonte significativo dos serviços públicos no município. A entrada dos servidores foi impedida com uso de gás lacrimogênio e bombas de efeito moral, fechando o acesso da Casa também ao conjunto da população.

O caráter antidemocrático e truculento tem sido a marca da atual gestão, com um conjunto de ações voltadas ao desmonte dos serviços públicos municipais. A escalada dessa truculência culminou na data de ontem com os atos de violência das forças de segurança contra os servidores.

No momento em que vivenciamos no País uma ruptura democrática e claros sinais de estabelecimento de um Estado de Exceção, não podemos nos calar frente a cenas como as ocorridas em Porto Alegre.

Meu total apoio e solidariedade aos servidores municipais que, frente a este cenário de atrocidades e ataques a direitos, decidiram por unanimidade entrar em greve por tempo indeterminado a partir de hoje.

Seguimos juntos nas trincheiras de lutas em defesa da democracia, dos direitos dos servidores públicos e da população de Porto Alegre!

 

Brasília, 12 de julho de 2018

 

Paulo Pimenta, deputado federal (RS) e líder da Bancada do PT na Câmara dos Deputados

PT na Câmara

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Projeto susta ato do Executivo que reclassifica nível de toxicidade de agrotóxicos

O Projeto de Decreto Legislativo 616/19 pretende tornar sem efeito o ato do Ministério da …