Home Portal Notícias Paulo Pimenta repudia repressão contra servidores municipais de Porto Alegre

Paulo Pimenta repudia repressão contra servidores municipais de Porto Alegre

5 min read
0

O líder do PT na Câmara, Paulo Lula Pimenta (RS), divulgou nota em que condena a forte repressão a servidores públicos municipais de Porto Alegre, ocorrida na quarta-feira (11) quando tentavam entrar na Câmara Municipal para acompanhar votação de projetos da administração do prefeito Nelson Marchezan Júnior (PSDB) que podem resultar em até 40% de redução de seus salários.

O líder observa que a truculência e o ataque a direitos de servidores têm sido a marca da administração do prefeito tucano, que se destaca ainda por “um conjunto de ações voltadas ao desmonte dos serviços públicos municipais”.

“Meu total apoio e solidariedade aos servidores municipais que, frente a este cenário de atrocidades e ataques a direitos, decidiram por unanimidade entrar em greve por tempo indeterminado a partir de hoje”, afirma Paulo Pimenta.

 

Leia a íntegra da nota:

 

“Todo apoio aos servidores municipais de Porto Alegre

 

Nesta quarta-feira (11) assistimos estarrecidos às ações fascistas e violentas promovidas pela Presidência da Câmara de Vereadores de Porto Alegre, junto com o governo do município, contra servidores municipais.

Os servidores foram violentamente reprimidos ao tentarem acessar o Plenário Otávio Rocha da Câmara Municipal a fim de acompanhar a votação de projetos de lei que podem levar a uma redução de 40% de seus salários, bem como ao desmonte significativo dos serviços públicos no município. A entrada dos servidores foi impedida com uso de gás lacrimogênio e bombas de efeito moral, fechando o acesso da Casa também ao conjunto da população.

O caráter antidemocrático e truculento tem sido a marca da atual gestão, com um conjunto de ações voltadas ao desmonte dos serviços públicos municipais. A escalada dessa truculência culminou na data de ontem com os atos de violência das forças de segurança contra os servidores.

No momento em que vivenciamos no País uma ruptura democrática e claros sinais de estabelecimento de um Estado de Exceção, não podemos nos calar frente a cenas como as ocorridas em Porto Alegre.

Meu total apoio e solidariedade aos servidores municipais que, frente a este cenário de atrocidades e ataques a direitos, decidiram por unanimidade entrar em greve por tempo indeterminado a partir de hoje.

Seguimos juntos nas trincheiras de lutas em defesa da democracia, dos direitos dos servidores públicos e da população de Porto Alegre!

 

Brasília, 12 de julho de 2018

 

Paulo Pimenta, deputado federal (RS) e líder da Bancada do PT na Câmara dos Deputados

PT na Câmara

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Frei Anastácio denuncia a liberação de mais 32 novos agrotóxicos

O deputado federal Frei Anastácio (PT-PB) alertou que Bolsonaro já começou o ano com a lib…