Home Portal Notícias Lula Livre Atitude de Sérgio Moro escancara processo de perseguição judicial contra Lula, afirmam petistas 

Atitude de Sérgio Moro escancara processo de perseguição judicial contra Lula, afirmam petistas 

6 min read
0

Deputados da bancada do PT afirmaram nesta terça-feira (10), em discursos no Plenário da Câmara, que a atitude adotada pelo juiz Sérgio Moro no último domingo (10), de assumir uma decisão para a qual não tinha competência ao determinar que a Polícia Federal não cumprisse o alvará de soltura do ex-presidente Lula, escancarou a parcialidade e o posicionamento político adotado pelo magistrado. Segundo os parlamentares, a perseguição a Lula demonstra que Moro e outros membros do judiciário, em conluio com interesses políticos e empresariais, querem a todo custo impedir a candidatura de Lula à presidência da República.

O presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara, deputado Luiz Lula Couto (PT-PB), destacou que ao não se cumprir a determinação de libertação de Lula ficou comprovada a disposição da Justiça de passar por cima da própria lei para manter o ex-presidente preso. O alvará de soltura de Lula foi ignorado três vezes no mesmo dia. Primeiro pelo juiz Sérgio Moro, que determinou à PF que não cumprisse a determinação, e depois pelo relator do processo no TRF-4, desembargador Gebran Neto, e pelo presidente do órgão, desembargador Thompson Flores.

“Isso, senhoras e senhores, é o golpe do golpe. Lembramos que o juiz Sérgio Moro estava de férias e fez todos esses contatos para desobedecer uma decisão judicial. Sérgio Moro, quando se trata de Lula, suspende as férias e luta para que o País não seja justo e solidário com a garantia de direitos a todos. Nós precisamos clamar e lutar por sua liberdade, que há meses está sendo ferida por um processo julgado por convicção e com todas trapalhadas que há poucos meses/anos eram consideradas impossíveis, em nosso País”, explicou Luiz Couto.

Já o deputado Valmir Lula Prascidelli (PT-SP), ressaltou que parte do judiciário no último domingo “desempenhou uma cena patética”, e que o denominado “paladino da justiça” [Sérgio Moro] age em conformidade com os interesses nacionais e internacionais contrários a Lula e à soberania do País.

“O tal do Moro vive em conluio com o PSDB e com o Aécio Neves, e que se julga aquele juiz superstar, que não cumpre as prerrogativas e os ritos necessários da Justiça. No último domingo, ficou exposto para o Brasil inteiro não só a atitude desse ‘juizeco’, mas o conluio dessa tal Operação Lava Jato com parcela do Judiciário, que obviamente age em comum acordo para impedir que o presidente Lula possa ser candidato e volte à Presidência do Brasil, para acabar com esse desmonte do Estado brasileiro, que interessa, sim, a esse ‘juizeco’, que age [de acordo] com o interesse norte-americano, e com interesse internacional’, acusou Prascidelli.

Para o deputado Paulão Lula (PT-AL), os fatos ocorridos no último domingo deixam claro para a população que o atual processo de perseguição judicial contra Lula é patrocinado pelos mesmos setores que promoveram o golpe de 2016 contra a democracia brasileira.

“A máscara começa a cair, a sociedade começa a compreender de uma forma clara, principalmente as camadas populares, o comportamento de parte significativa do Poder Judiciário responsável pelo golpe. Essa parte do Poder Judiciário é lambe-botas do sistema financeiro”, apontou.

Héber Carvalho

 

 

 

 

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Nota oficial do ex-presidente sobre a Covid

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva retornou nesta quarta-feira (20) ao Brasil após …