Home Portal Notícias Manchetes Valmir Assunção cobra atitude do Parlamento e do governo sobre crianças enjauladas nos EUA

Valmir Assunção cobra atitude do Parlamento e do governo sobre crianças enjauladas nos EUA

4 min read
0

Continua repercutindo no Parlamento brasileiro a política de tolerância zero à imigração, do presidente dos EUA, Donald Trump, que já separou à força cerca de 2.000 mil pais e filhos que cruzam a fronteira do México em busca de uma vida melhor nos Estados Unidos. “As crianças são bruscamente retiradas de seus pais e permanecem enjauladas. Segundo relatos são 49 crianças brasileiras e o Congresso Nacional não diz nada. O embaixador do Brasil em Washington não diz nada. O Itamaraty e nem o Governo não falam nada enquanto as crianças permanecem encarceradas”, protestou na tribuna o deputado Valmir Lula Assunção (PT-BA).

O parlamentar baiano reforça que o Parlamento não concordar com isso. “Este Congresso Nacional, quando se trata dos Estados Unidos, fala baixinho, não reage, não se posiciona, mas, quando se trata da Venezuela, fala forte, alto. Temos que acabar com isso. Nós temos que ter um Congresso Nacional que defenda o Brasil, que defenda o povo brasileiro. Nós não podemos aceitar essa passividade deste Congresso Nacional, não”.

Valmir Lula Assunção faz um apelo tanto ao Congresso Nacional, quanto ao embaixador e ao Itamaraty. “É fundamental se posicionar porque são crianças brasileiras, é nosso dever defendê-las”.

Na avaliação do petista, não adianta solicitar atitudes do presidente ilegítimo, Michel Temer, “porque o governo golpista não está preocupado com nada”. A preocupação central dele (Temer), segundo Valmir Assunção é que vai chegar dia 31 de dezembro, ele vai perder o cargo e, “tenho certeza, que a partir daí a Justiça vai cuidar da vida dele”.

Receita Federal – Em outro pronunciamento, também nesta terça-feira, Valmir Assunção criticou a política de Estado mínimo do governo Temer e aliados. “Em todos os estados, eles estão fechando agências da Receita Federal para reduzir o Estado. O PSDB, sócio desse governo golpista, tem essa mania de diminuir o Estado”, lamenta.

O deputado disse que o governo federal está ameaçando fechar as agências de Itamaraju e de Ibotirama, na Bahia. “Nós não concordamos com isso. Vamos reagirmos porque eu sei que esse governo está com os dias contados”. A partir de outubro, afirma o petista, “nós vamos ganhar a eleição e vamos retomar todas as políticas. Porém, não se pode interromper o trabalho da Receita Federal nesse período”, defende.

Vânia Rodrigues

 

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

João Daniel denuncia que regularização fundiária proposta por Bolsonaro acentua injustiça agrária

A preocupação com a medida provisória (MP 910/19), editada esta semana pelo governo federa…