Home Portal Notícias Solla repudia retirada de dinheiro do SUS para garantir lucro de petrolíferas

Solla repudia retirada de dinheiro do SUS para garantir lucro de petrolíferas

5 min read
0

O mesmo governo do golpe – que já sentenciou a saúde pública com o congelamento de recursos por 20 anos e com a retirada de dinheiro da exploração do pré-sal que também financiava o setor – aplica agora mais um golpe contra o Sistema Único de Saúde (SUS). Para garantir os subsídios da redução do preço do diesel e o lucro para as grandes petrolíferas estrangeiras, Michel Temer e sua turma decidiram reduzir recursos da área social, incluindo a saúde.

Dos R$ 9,6 bilhões de subsídio, o governo ilegítimo resolveu cancelar R$ 179 milhões do orçamento do SUS, por meio de medida provisória (MP 839/18) editada recentemente. Ou seja, para oferecer uma falsa solução às reivindicações dos caminhoneiros, o governo não apenas adotou uma medida paliativa, mas jogou o ônus da sua negociação nas costas do povo brasileiro, sobretudo o mais pobre. Entre os programas afetados, estão o Farmácia Popular, o Mais Médicos e a Rede Cegonha.

“É o máximo do absurdo o governo golpista tirar dinheiro da saúde, do SUS, para garantir lucro da venda de óleo diesel para a Shell, para a Esso e para a BP. Não são só os acionistas da bolsa de Nova Iorque que compraram as ações da Petrobras no governo da pirataria tucana. São também as multinacionais que ganharam o mercado aqui do óleo diesel graças aos absurdos praticados na gestão atual da Petrobras, que elevou artificialmente o preço do óleo diesel para garantir esse lucro”, criticou em plenário o deputado Jorge Solla (PT-BA).

O parlamentar disse que é preciso agir rapidamente para impedir que esse governo ilegítimo continue promovendo o roubo do patrimônio público “em escala de trilhões de dólares”. Nesse sentido, anunciou que no próximo dia 21 a Comissão de Fiscalização Financeira e Controle visitará a Refinaria Landulpho Alves, na Bahia.

“Lá, de forma criminosa, o governo golpista vem há meses reduzindo a capacidade de refino a menos de 50% para diminuir também a produção de óleo diesel no Brasil. Isso aumenta os preços artificialmente e reduz a disponibilidade para garantir o pagamento dos lucros aos comparsas da quadrilha que tirou uma presidenta honesta para tomar posse dos recursos do País e dilapidar o patrimônio público”, protestou.

Manifestação – Contra a MP 839/18, a Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco) divulgou uma nota de repúdio: “Temer congelou e agora enterra os recursos para saúde para que a população pague as contas da má administração da Petrobras, que vendeu, a preço de banana, nossas petrolíferas para o capital estrangeiro. Sim, o governo golpista vendeu nossa maior riqueza e está fazendo com que importemos os derivados do petróleo. Resultado: produziu a maior crise já vista no País”.

PT na Câmara

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Igrejas mundiais cristãs divulgam carta de apoio aos grevistas de fome por justiça no STF e por Lula livre

Em carta divulgada nesta segunda-feira (20), a Comunhão Mundial de Igrejas Reformadas (CMI…