Home Portal Notícias Lula Livre “Esta candidatura é o compromisso da minha vida”, diz Lula ao povo brasileiro

“Esta candidatura é o compromisso da minha vida”, diz Lula ao povo brasileiro

9 min read
0

Lula é candidato, sim, pois a lei garante e o Brasil precisa! Com essa certeza, o Partido dos Trabalhadores lançou, nesta sexta-feira (8), a pré-candidatura de Lula à Presidência da República, na cidade mineira de Contagem. Agora, o legado de Luiz Inácio Lula da Silva – o presidente que mais combateu desigualdades e distribuiu renda – percorrerá o Brasil pelas pernas de milhões e milhões de Lulas e estará presente na voz, nos sonhos, nas ideias e no coração de cada um deles. Foi o que Lula pediu e é o que sendo posto em prática.

“Tive muitas candidaturas em minha trajetória, mas esta é diferente: é o compromisso da minha vida. Quem teve o privilégio de ver o Brasil avançar em benefício dos mais pobres, depois de séculos de exclusão e abandono, não pode se omitir na hora mais difícil para a nossa gente. Sei que minha candidatura representa a esperança, e vamos levá-la até as últimas consequências, porque temos ao nosso lado a força do povo. Temos o direito de sonhar novamente, depois do pesadelo que nos foi imposto pelo golpe de 2016”, disse Lula nesta sexta-feira, por meio de manifesto direcionado ao povo brasileiro.

A luta a partir de agora não é apenas para vencer uma eleição, mas, sobretudo, para resgatar o poder do voto e para trazer de volta o vigor da democracia, fortemente golpeada por aqueles que depuseram a presidenta legitimamente eleita, Dilma Rousseff, para iniciar um programa de governo que é historicamente o mais lesivo ao povo e ao País. Contra essa política de desmonte da Nação e de retirada de direitos, a disputa por Lula Livre e Lula Presidente será no campo, na cidade, nas ruas, nas escolas, nas universidades, no Parlamento… Em cada canto deste País.

Lula explicou ainda no manifesto que quer ser novamente candidato “para acabar com o sofrimento do povo”. “Assumo esta missão porque tenho uma grande responsabilidade com o Brasil e porque os brasileiros têm o direito de votar livremente num projeto de país mais solidário, mais justo e soberano, perseverando no projeto de integração latino-americana”, afirmou. Disse ainda que “chegou a hora da verdade” e reiterou que quer ser presidente porque já provou “que é possível construir um Brasil melhor para o povo”.

Durante o lançamento da pré-candidatura, coube à presidenta Dilma Rousseff ser a porta-voz do manifesto escrito por Lula. Para a multidão que acompanhava a solenidade, Dilma destacou que o conteúdo do texto se tratava, na verdade, de um diálogo com o povo brasileiro: “uma conversa daquele tipo que só o Lula pode fazer”. Ao terminar a leitura, a presidenta afirmou se sentir “muito honrada e emocionada com a carta”, justamente no dia do lançamento da pré-candidatura de Lula à Presidência da República.

Diante da coragem de lançar a pré-candidatura de Lula, a presidenta Nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR), avaliou se tratar de uma decisão de muita responsabilidade, já que o PT está “indicando o caminho da esperança para o Brasil”. “E o caminho da esperança e da confiança no Brasil é Lula Presidente. Foi na época dos governos petistas que conhecemos a paz social, a prosperidade, o combate à fome e ao desemprego, o reconhecimento dos direitos das mulheres, dos negros, dos índios, dos LGBTs. Os pobres foram o centro dos nossos governos, e esse era o nosso compromisso histórico”, detalhou.

Gleisi lembrou ainda que todo esse legado de quatro mandatos consecutivos de Lula e Dilma só foi interrompido por um golpe. Um golpe – segundo a senadora – forjado em mentiras. “Mentiram dizendo que trariam a prosperidade ao Brasil, o equilíbrio da economia, a modernidade das reformas”, criticou. Mas o que trouxeram foi o retrocesso, completou Gleisi: “Na época de Lula e Dilma, o povo brasileiro parcelava carro, casa e eletrodomésticos. Na época de Temer e dos golpistas, o povo tem que parcelar combustíveis, como gás de cozinha, gasolina, diesel”.

De forma emocionada, o líder da Oposição na Câmara, deputado José Guimarães (PT-CE), afirmou que aquele momento era a síntese de uma história construída pelo Partido dos Trabalhadores e, principalmente, por Lula. “A nossa primeira tarefa como partido é dizer para a imprensa, para os brasileiros e para as brasileiras, que o PT não vai abrir mão da candidatura de Luiz Inácio Lula da Silva. Ele é a síntese de uma história de mais de 37 anos da nossa República”, disse.

Frisou ainda que a robustez do PT e a força de Lula são motivos de decepção para aqueles que sempre apostaram na derrocada do partido e que, com o golpe contra a Dilma e a prisão de Lula, acreditaram ter finalmente sentenciado o Partido dos Trabalhadores ao ostracismo. “Quebraram a cara, porque o PT está mais vivo do que nunca, e Lula é sinônimo de esperança, de futuro, e é sobretudo a ideia de que o Brasil precisa para se reconstruir”, garantiu.

PT na Câmara

 

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Boletim 121 – “Sem Lula, eleições não serão democráticas”, diz advogado ao visitar vigília

Boletim 121 – Comitê Popular em Defesa de Lula e da Democracia Direto de Curitiba – 19/6/2…