Home Portal Notícias Lula Livre Tacla Durán: “O que tenho a dizer desmonta a tese da Lava Jato”

Tacla Durán: “O que tenho a dizer desmonta a tese da Lava Jato”

5 min read
0

Durante o depoimento de Rodrigo Tacla Durán, ex-advogado da Odebrecht, parlamentares da Bancada do Partido dos Trabalhadores questionaram os motivos pelos quais o advogado ainda não foi ouvido pelo juiz Sérgio Moro, responsável pelos processos da Operação Lava Jato – como testemunha de defesa – no processo que envolve o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Tacla Durán participou – por meio de videoconferência – da audiência pública na Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDHM) da Câmara dos Deputados, nesta terça-feira (5). A reunião foi conduzida pelo presidente da Comissão, deputado Luiz Lula Couto (PT-PB).

Em resposta ao questionamento feito pelo deputado Adelmo Carneiro Leão (PT-MG), sobre a negativa do juiz de Curitiba em ouvi-lo como testemunha, Tacla Durán foi taxativo: “Eu não acredito que eles vão deferir [o pedido da defesa para que Tacla seja ouvido], simplesmente porque o que eu tenho a dizer desmonta a tese e a estratégia deles de acusação”, asseverou o ex-advogado da Odebrecht.

Tacla Durán disse ainda que em nenhum momento pediu para ser testemunha do presidente Lula e que foi colocado nessa condição pelos advogados do ex-presidente. Destacou também que não conhece Lula e nem os seus advogados, mas que se colocou à disposição para colaborar no processo dele ou de qualquer outra pessoa que o arrolasse como testemunha.

“No caso do presidente Lula, o que chama atenção além do indeferimento da minha oitiva como testemunha, soma-se a isso, uma condenação sem esgotar todos os recursos. Isso é um açodamento. Portanto, em razão da seletividade, acredito que não serei ouvido no processo como testemunha”, reiterou Tacla Durán.

O deputado Lula Bohn Gass (PT-RS) chamou atenção ao fato apontado por Tacla Durán que, segundo o parlamentar, deixou claro que se ele [Durán] falasse, a Operação Lava Jato mudaria o rumo. “O que é mudar o rumo da Operação? É o Lula não estar preso. É disso que se está falando. É por isso que essa audiência é importante: o Lula não precisaria estar preso. Por que o Moro não quer ouvir o Tacla Durán? Porque Moro não conseguiu apresentar provas contra o Lula para julgá-lo e condená-lo”, alegou.

O deputado Paulo Lula Teixeira (PT-SP) enfatizou a importância do depoimento de Tacla Durán à Comissão. O parlamentar lembrou que existe no Brasil um sistema de poderes que prevê o equilíbrio entre eles. “Hoje estamos vendo denúncia de exacerbação na condução de segmentos do Poder Judiciário, e por isso o seu depoimento nos ajuda”, ponderou o deputado.

“Por que o sistema de Justiça não quer ouvir o Rodrigo Tacla Durán? O que amedronta o sistema de Justiça, a oitiva oficial do seu depoimento? Todos nós perguntamos por que o senhor não é ouvido, e o que faz com que o sistema de Justiça recuse a oitiva de Vossa Senhoria?”, finalizou Paulo Teixeira.

Benildes Rodrigues

 

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

PT e PSOL cobram do governo Bolsonaro explicações sobre ‘boquinha’ para irmãos Weintraub na OEA e no Banco Mundial

O deputado Rogério Correia (PT-MG) e a deputada Áurea Carolina (PSOL-MG) protocolaram hoje…