Home Portal Notícias Manifesto contra a entrega da Petrobrás e do pré-sal aos estrangeiros

Manifesto contra a entrega da Petrobrás e do pré-sal aos estrangeiros

6 min read
0

As Frentes Parlamentares Mistas em Defesa da PETROBRÁS e da Soberania Nacional lançam a campanha “O Petróleo é do Brasil” nesta quarta-feira, 9, às 15h30, no Salão Nobre da Câmara dos Deputados. Trata-se de um evento de extrema importância, para articular uma reação organizada de diferentes setores da sociedade para anular ou impedir atos antinacionais do governo ilegítimo Michel Temer, que de uma tacada tem entregue a grupos estrangeiros, a preço de banana, o petróleo do pré-sal, fatias da PETROBRÁS e empresas estatais. Veja abaixo a íntegra do manifesto:

 

MANIFESTO CONTRA A ENTREGA DA PETROBRÁS E DO PRÉ-SAL AOS ESTRANGEIROS

O petróleo é do Brasil!

 

A história recente da humanidade pode ser contada por meio de guerras pela disputa por fontes energéticas, em especial o petróleo. As últimas guerras imperialistas no Iraque e na Líbia, provocadas sob pretextos inventados, destruíram ambos os países, desmantelando suas infraestruturas e levando à morte milhares de pessoas. Agora, a América Latina é o novo alvo da disputa pelo petróleo, mais exatamente o Brasil e a Venezuela.

O golpe de Estado promovido no Brasil em 2016 teve como objetivo central apropriar-se tanto do pré-sal, a maior jazida de petróleo descoberta nas últimas décadas no mundo, como da PETROBRÁS, uma das principais empresas mundiais do setor petrolífero. Para isso, o imperialismo econômico promove uma “guerra híbrida” contra o Brasil a fim de destruir o Estado Nacional e apropriar-se do pré-sal. Para os estrangeiros, não interessa um País soberano e independente.

A cadeia de petróleo e gás não é apenas fonte de energia, mas tem papel central na indução do desenvolvimento econômico e tecnológico. Nos anos 70, em torno da PETROBRÁS constituiu-se uma forte cadeia produtiva, destruída pelo governo tucano de FHC e, depois, retomada pelo governo Lula. Agora, novamente a PETROBRÁS está sendo submetida a um processo de destruição, com graves prejuízos aos mais pobres, como o fim de investimentos de recursos do setor em educação e saúde.

A PETROBRÁS, construída com recursos do povo ao longo de décadas, com a competência de seus trabalhadores em todos os setores, é exemplar entre as petroleiras do mundo. Com a tecnologia de exploração em águas profundas desenvolvida pela estatal, o Brasil chegou às conquistas atuais. Transferir o pré-sal e a PETROBRÁS para as mãos privadas e externas é um dos mais graves crimes de lesa-pátria cometidos pelos golpistas que assumiram o poder em 2016.

A herança do general Horta Barbosa, de Getúlio Vargas e da campanha popular “O petróleo é nosso”, num movimento que resultou na criação da PETROBRÁS, está sendo brutalmente atacada. A transformação do Brasil em colônia, em pleno século 21, passa pela expropriação do petróleo e pela privatização da PETROBRÁS. Com isso, o País perderia a capacidade de promover seu desenvolvimento industrial, com geração de empregos e de renda.

Neste momento, diante deste ataque sem precedentes ao Brasil, convocamos todos os cidadãos e cidadãs, democratas e patriotas para impedir a maior traição ao Brasil moderno. A defesa da soberania e da independência energética é também a defesa da existência da Nação brasileira. Em todos os recantos do país, vamos afirmar alto e bom que “O petróleo é do Brasil”. O Brasil não está à venda!

 

Brasília, 9 de maio de 2018.

Frente Parlamentar Mista em Defesa da PETROBRÁS

Frente Parlamentar Mista em Defesa da Soberania Nacional

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Petistas representam contra presidente da Fundação Palmares por ofensas ao movimento negro e às religiões de matriz africana

O líder do PT na Câmara, Enio Verri (PR), as deputadas Benedita da Silva (PT-RJ) e Erika K…