Home Portal Notícias Lula Livre Boletins Boletim 59: 50 mil exigem liberdade de Lula em Curitiba

Boletim 59: 50 mil exigem liberdade de Lula em Curitiba

5 min read
0

Boletim 59 – Comitê Popular em Defesa de Lula e da Democracia
Direto de Curitiba – 1º de maio de 2018 – 20h

1. O Brasil inteiro realizou atos nesse 1º de Maio para celebrar as lutas e conquistas da classe trabalhadora, mas os olhos estão voltados para Curitiba, que sediou o principal ato do Dia do Trabalhador e da Trabalhadora para denunciar a prisão política de Lula. Organizado por sete centrais sindicais e todos os partidos de esquerda e movimentos sociais, o ato em Curitiba reuniu cerca de 50 mil pessoas e teve a senadora Gleisi Hoffmann, presidenta nacional do PT, como uma das oradoras. “Lula é uma pessoa muito forte, tem visão do que representa e significa para esse país, sabe que grande parte do povo deposita nele suas esperanças. Ele tem a certeza de que vai sair de onde está mais forte e mais disposto para enfrentar o que acontece. E nenhum ato de intolerância ou de violência vai nos afastar do lado de Lula. Ele sairá de lá e sairá candidato à Presidência da República!”, enfatizou Gleisi.

2. Com a participação da presidenta Dilma Rousseff, o 1º de Maio na Argentina teve atos de rua por todo o país e um grande debate na Feira do Livro de Buenos Aires, um dos maiores eventos do mundo no setor da literatura. Ao lado de parlamentares e lideranças sindicais e políticas e diante de uma enorme plateia, Dilma reafirmou que Lula é um preso político, mas garantiu que, preso ou em liberdade, ele será eleito o próximo presidente do Brasil. “Usaram a lei para violar a lei. Com Lula estão usando a Justiça do inimigo, é o sistema do lawfare”, disse a presidenta, que também teve um encontro com a ex-presidenta Cristina Kirchner, ela também vítima de perseguição judicial na Argentina.

3. Ainda em Curitiba, os artistas deram uma enorme contribuição para o sucesso do ato. Flavio Renegado cantou “Salve Jorge” e regeu um belo coro na Praça da Democracia com a canção que saúda o santo guerreiro, o povo brasileiro e o seu maior líder, Lula. A apresentação terminou com uma homenagem às deputadas e senadoras presentes e com a distribuição de flores que levavam o símbolo #LulaLivre. Beth Carvalho entoou a palavra de ordem “Nós queremos Lula andando livre no País”. E a atriz Lucélia Santos comandou um enorme grito #LulaLivre junto com o público presente.

4. A cobertura completa dos atos pelo Brasil em defesa de Lula, da democracia e dos direitos dos trabalhadores e trabalhadoras está no portal da CUT: https://www.cut.org.br/noticias/atos-de-1-de-maio-reunem-milhares-de-trabalhadores-e-trabalhadoras-em-todo-pais-da5a

5. Além de Buenos Aires, ocorreram atos com denúncia da prisão política de Lula em Nova Iorque, Londres, Lisboa, Paris, Berlim e Gotemburgo, entre outras cidades.

Comitê Popular em Defesa de Lula e da Democracia
Boletim 59 – 1º de maio de 2018 – 20h

Leia aqui versão em inglês do boletim.

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Mujica critica “prisão injusta” de Lula em ato de campanha no Uruguai

Neste sábado (19), no último ato do seu partido na campanha para as eleições do Uruguai, o…