Home Portal Notícias Lula Livre Boletins Boletim 55: ato político repudia atentado contra militantes do acampamento Marisa Letícia

Boletim 55: ato político repudia atentado contra militantes do acampamento Marisa Letícia

8 min read
0

Boletim 55 – Comitê Popular em Defesa de Lula e da Democracia

Direto de Curitiba – 29/04/2018 – 20:00h

 

1- Os senadores Lindbergh Farias (PT-RJ) e Roberto Requião (PMDB-PR) e os deputados federais Nilto Tatto (PT-SP) e Waldenor Pereira (PT-BA) visitaram hoje a Vigília #LulaLivre e participaram, às 15h, de um ato político com a  presidenta da CUT/Paraná, Regina Cruz, em repúdio ao atentado ocorrido no sábado contra militantes do acampamento Marisa Letícia e com o objetivo de exigir das autoridades da área de segurança a identificação e punição dos criminosos fascistas.

 

2- Uma manifestação inédita em apoio a #LulaLivre será realizada na manhã desta-segunda-feira (30) com diferentes tipos de embarcação pelos rios Solimões e Negro, no estado do Amazonas. Haverá uma série de atividades a partir das 7h30 (6h30 em Brasília), culminando com a Caravana das Águas Lula Livre. Essa caravana, com dezenas de embarcações, sairá da cidade de Iranduba às 10:00h e  atravessará o rio  Solimões até a Ilha da Paciência, local onde foi empreendido o programa Luz para Todos durante os governos Lula e Dilma. São atividades promovidas pelo Comitê Iranduba sem Medo, com apoio de Núcleos do PT Manaus e do vereador Waldemir José (PT), da capital amazonense. Comunidades ribeirinhas estão envolvidas com a atividade, que terá também carreatas pela ponte sobre o rio Negro, com quase 4 km de extensão.

 

3) Vencedor da competição internacional de documentários Visions du Réel, em Nyon, na Suíça, e escolhido pelo público como o terceiro melhor da mostra Panorama, do Festival de Berlim, “O Processo”, de Maria Augusta Ramos, vai abrir a programação da Mostra de Cinema pela Democracia em Curitiba que começa nesta segunda-feira (30). Nos dias 4, 5 e 6, sempre às 19h, os filmes serão exibidos no acampamento Marisa Letícia, perto da Polícia Federal, onde o ex-presidente Lula está detido desde 7 de abril. O documentário narra a história do golpe que derrubou Dilma Rousseff em 2016.  A exibição do documentário no âmbito da Vigília #LulaLivre é uma maneira de somar forças à resistência pela democracia.

4- Na manhã deste domingo, em Curitiba (PR), o grupo 1º de Maio – que conta com militantes do Nordeste, São Paulo e Curitiba – panfletou na região sul da capital com materiais que denunciam a prisão política de Lula e pedem #LulaLivre”. Ao longo das últimas três semanas, esse tipo de ação tem se espalhado pela capital paranaense e por outros estados do País.

 

5 – A íntegra do discurso histórico do ex-presidente Lula no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, no dia 7 de abril, está agora disponibilizado em PDF para download no site do PT Nacional. Baixe aqui: http://www.pt.org.br/baixe-a-integra-do-discurso-historico-de-lula-no-abc/

 

7) Pela primeira vez desde a redemocratização do país, as sete maiores centrais sindicais brasileiras farão, este ano, um 1º de Maio unificado. O ato de Curitiba terá como mote “Em Defesa dos Direitos e por Lula Livre”. O que unificou CUT, Força Sindical, CTB, NCST, UGT, CSB e Intersindical foi a defesa da liberdade do ex-presidente Lula, mantido como preso político na sede da Superintendência da Polícia Federal de Curitiba há mais de 20 dias, e a certeza de que sua eleição Lula para presidente da República em outubro é a chance que a classe trabalhadora resgatar direitos perdidos com o atual governo, que assumiu em 2016 via golpe de Estado parlamentar, judicial e midiático.

 

8) A  ex-presidenta chilena Michele Bachelet defendeu o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a presidenta deposta pelo golpe, Dilma Rousseff. Em evento no Chile, Bachelet mandou um recado direto do Brasil, ao dizer que os países da América do Sul devem aprender a respeitar as urnas. Em fala ao Congresso Nacional de seu país neste domingo, defendeu a democracia e afirmou: “existe um princípio chave em todo o lugar, que são as urnas, onde está localizada a soberania popular. Muito amor a Lula e Dilma”. A senadora Gleisi Hoffmann (PR), presidenta do PT, também participou do evento, denunciando a prisão política de Lula.

 

Boletim 55 – Comitê Popular em Defesa de Lula e da Democracia

veja aqui a versão em inglês

 

Direto de Curitiba – 29/04/2018 – 20:00h

Fotos: Gibran Mendes

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

PT propõe convocação de ministro da Saúde para explicar veto de Bolsonaro a vacina contra Covid-19

O deputado federal Rogério Correia (PT-MG) protocolou hoje (21), com o apoio de toda a Ban…