Home Portal Notícias Manchetes Repercussão internacional: Comissão de Direitos Humanos do Parlasul fará visita a Lula

Repercussão internacional: Comissão de Direitos Humanos do Parlasul fará visita a Lula

4 min read
8

A Comissão de Cidadania e Direitos Humanos do Parlamento do Mercosul (Parlasul) aprovou, nesta quinta-feira (26), a realização de uma visita ao Brasil para investigar o contexto e as condições de encarceramento do ex-presidente Lula em Curitiba [veja o ofício no final da matéria]. A data provável da visita será o dia 9 de maio.

Cecília Brito, parlamentar argentina que preside a comissão, classificou a detenção de Lula como “injusta e arbitrária” e por isso se faz necessária a visita, que deverá contar com parlamentares de todos os países membros do Parlasul: Argentina, Bolívia, Brasil, Paraguai, Venezuela e Uruguai. “Trata-se de uma comitiva oficial de um organismo internacional e, por isso, é muito importante que a Justiça brasileira nos autorize a realizar essa visita para podermos analisar a situação do ex-presidente Lula”, afirmou a representante argentina.

O deputado Arlindo Chinaglia (PT-SP) ressaltou que compete à Comissão de Direitos Humanos do Parlasul realizar diligências e a audiências públicas em todos os países do Mercosul e considera que a prisão de Lula é uma situação emblemática dos riscos que corre a democracia na região. “Essa visita da Comissão de Direitos Humanos do Parlasul ao Brasil compõe um trabalho de rotina. E uma pessoa como o ex-presidente Lula, com a sua dimensão, com a preocupação internacional em relação à sua prisão, especialmente da forma como ela ocorreu, sem provas, justifica esta ação da comissão”, destaca Chinaglia, que foi presidente do Parlasul em 2017.

Pouco antes da sessão do órgão nesta sexta-feira (27), parlamentares de todos os países do Parlasul se somaram ao Nobel da Paz Adolfo Pérez Esquivel para um ato de solidariedade ao ex-presidente Lula. Empunhando cartazes com o rosto do favorito para vencer as eleições presidenciais brasileiras de outubro, os parlamentares gravaram um “bom dia” e entoaram a palavra de ordem “Lula Livre”.

Foto: Rochelle Kieling

Durante a plenária do Parlasul, diversos parlamentares denunciaram o caráter político da prisão de Lula e se manifestaram em favor da sua liberdade.

Rogério Tomaz Jr.

 

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Mujica critica “prisão injusta” de Lula em ato de campanha no Uruguai

Neste sábado (19), no último ato do seu partido na campanha para as eleições do Uruguai, o…