Home Portal Notícias Lula Livre Damous vai processar juíza que o impediu de visitar Lula na condição de advogado

Damous vai processar juíza que o impediu de visitar Lula na condição de advogado

4 min read
0

O deputado Wadih Lula Damous (PT-RJ) anunciou nesta terça-feira (24), em Curitiba, que vai impetrar mandado de segurança contra a juíza da Vara de Execuções Penais, Carolina Moura Lebbos, que o impediu de visitar o ex-presidente Lula na Superintendência da Polícia Federal onde ele é mantido na condição de preso político. “Essa juíza me proibiu de entrar na condição de advogado do presidente Lula. Então, vou impetrar o mandado para assegurar a minha prerrogativa de visitar meus clientes”, afirmou.

Wadih Lula Damous informou ainda que vai também processar criminalmente a juíza Lebbos por abuso de autoridade. “Eu fico me perguntando o que essa juíza quer com essas atitudes de impedir as visitas legais ao ex-presidente Lula. Ela já comprou briga com a igreja católica, ao não permitir que o frei Leonardo Boff prestasse conforto espiritual ao presidente Lula. Impediu o conforto religioso, mostrando hostilidade com a igreja”, destacou Damous.

O parlamentar lembrou que Carolina Lebbos também barrou a entrada de nove governadores que queriam visitar o presidente Lula e impediu a presença do prêmio Nobel da Paz Adolfo Pérez Esquivel, o que na sua avaliação, expôs o Brasil em uma situação internacional de vexame.

Agora, continuou Damous, a juíza impediu a entrada de uma comissão parlamentar. “Ela proibiu o acesso de deputados, de uma comissão oficialmente constituída pelo presidente da Câmara dos Deputados. Parece que essa juíza tem ódio da democracia, tem ódio do presidente Lula, tem ódio da humanidade”. O deputado disse que, na vida privada a juíza pode descarregar o ódio dela como ela bem entender. “Agora no processo não”, enfatizou o deputado.

“Eu não sei se é a juventude dessa moça ou se ela é mal formada, ou ainda se ela simplesmente aderiu ao fascismo e empresta esse seu fascismo ao processo”, ponderou Wadih Lula Damous. Ele, no entanto, assegurou que não será intimidado pela juíza. “Se ela pensa que vai nos intimidar com essas atitudes, não vai não. Vamos bombardeá-la com processos, nós vamos partir pra acima”, concluiu.

Vânia Rodrigues

Assista a entrevista:

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

“Após reforma, Brasil entra para lista suja da OIT por desrespeitar leis trabalhistas”, denuncia João Daniel

Pouco mais de um ano e meio depois de a Reforma Trabalhista ter entrado em vigor, o País v…