Home Portal Notícias Lula Livre Acampamento em Curitiba divulga nota a delegados da PF e diz que permanece no local com Lula

Acampamento em Curitiba divulga nota a delegados da PF e diz que permanece no local com Lula

5 min read
0

Em nota divulgada nesta tarde (11), o acampamento Lula Livre, em Curitiba, responde ao Sindicato dos Delegados da Polícia Federal que seguirão na resistência nas imediações da Superintendência da Polícia Federal, exigindo a liberdade para o ex-presidente Lula. “E estaremos onde se mantiver a condenação injusta e sem provas, no contexto de nossa resistência pacífica”. O Sindicato solicitou nesta manhã a transferência do ex-presidente Lula, para outro local, que segundo eles, possa oferecer condições de segurança e que não traga os transtornos e riscos aos funcionários da PF e para a população que reside no entorno.

Para os manifestantes que protestam pacificamente em Curitiba desde o último sábado (7), à noite, “os moradores estão sendo usados com má-fé, por pessoas e grupos que querem desviar o tema central, que é o arbítrio da prisão de Lula”.  Reforçam que o acampamento está instalado pacificamente em área pública, e que é notória a recepção dos moradores, que ajudam diariamente com água, energia elétrica, rede de internet.

Informam ainda que foi enviada uma carta aos moradores, “onde reafirmamos nosso pedido de desculpas pelo transtorno, mas não somos responsáveis pelas violações, pela violência de sábado, esta sim, precipitada pela Polícia Federal, nem pelas arbitrariedades que estão sendo cometidas contra o Presidente Lula”.

Leia a seguir a íntegra da nota:

 

NOTA DO ACAMPAMENTO LULA LIVRE

Sobre o ofício e as declarações do sindicato dos delegados da Polícia Federal, as organizações à frente do acampamento Lula Livre, instalado nas imediações da Superintendência da Polícia Federal, afirmam que:

Seguimos em resistência no acampamento, exigindo a liberdade para o ex-presidente Lula. E estaremos onde se mantiver a condenação injusta e sem provas, no contexto de nossa resistência pacífica.

O tema dos moradores está sendo usado com má-fé, por pessoas e grupos que querem desviar o tema central, que é o arbítrio da prisão de Lula.

No que se refere ao acampamento, estamos instalados pacificamente em área pública. É notória a recepção dos moradores, que ajudam diariamente com água, energia elétrica, rede de internet. Muitos participam das atividades do acampamento, prestigiam nossas cozinhas e espaços culturais. A cada dia a imprensa presente pode verificar a melhoria na organização. A relação também é boa com o comércio.

Cumprimos os acordos coletivos de silêncio depois das 22h às 7h. Cerca de 80 pessoas da equipe de limpeza recolhem o lixo e fazem a limpeza todas as manhãs. E estamos sempre apontando melhorias na estrutura de banheiros.

Realizamos uma carta aos moradores, onde reafirmamos nosso pedido de desculpas pelo transtorno, mas não somos responsáveis pelas violações, pela violência de sábado, esta sim precipitada pela Polícia Federal, nem pelas arbitrariedades que estão sendo cometidas contra Presidente Lula.

Atenciosamente,

Curitiba, 11 de abril de 2018

PT na Câmara

Foto: Ricardo Stuckert

 

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Deputados denunciam enriquecimento dos mais ricos e defendem manutenção do auxílio emergencial de R$ 600

O deputado Henrique Fontana (PT-RS) destacou na sessão virtual desta terça-feira (22) o ra…