Home Portal Notícias Lula Livre 60 Lulas na Câmara: Bancada do PT incorpora ex-presidente no nome parlamentar

60 Lulas na Câmara: Bancada do PT incorpora ex-presidente no nome parlamentar

6 min read
1

Em protesto contra a prisão arbitrária do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, integrantes da Bancada do Partido dos Trabalhadores na Câmara decidiram adotar, a partir de hoje (10),  palavra “Lula” no nome parlamentar oficial. Assim, todos os deputados e deputadas do PT aparecerão no painel de votação com o nome do ex-presidente incluído. Quando forem chamados a fazer pronunciamentos na tribuna, o nome Lula também deverá ser mencionado pelo parlamentar que estiver presidindo a sessão. A Bancada tem 60 parlamentares.

A mudança, adotada a partir de sugestão do deputado Leo de Brito (PT-AC), é uma forma de solidarizar-se com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que desde sábado encontra-se preso em razão de uma perseguição judicial jamais vista na história do País. Conforme lembrou Leo de Brito, a condenação de Lula pelo juiz Sérgio Moro, da Justiça Federal no Paraná, contraria a Constituição, as garantias individuais e todos os procedimentos legais.

“Ao incorporarmos Lula em nossos nomes parlamentares, vamos contribuir para denunciar aos brasileiros e ao mundo a injustiça cometida contra Lula, que se tornou um preso político na semidemocracia que estamos vivendo. Nossa democracia está sim sendo ultrajada por procuradores e juízes que agem impunemente à margem da Constituição e das leis”, afirmou Leo de Brito.

Os ofícios para a mudança do nome parlamentar são encaminhados ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), que os defere ou não.

Arbitrariedade – Leo de Brito observou que a bancada está se unindo a diferentes movimentos no Brasil e no exterior para multiplicar as denúncias de arbitrariedades de Moro e replicar também os ideais que sempre foram defendidos por Lula. Ele lembrou que no discurso histórico e emocionante no sábado (7), em São Bernardo do Campo (SP), antes de se apresentar à Polícia Federal, para cumprir a ordem de prisão política decretada arbitrariamente por Moro, Lula fez um chamado à militância para que leve adiante suas ideias e seus sonhos.

“Como Lula disse, quanto mais dias ficar na prisão, mais Lulas vão nascer no Brasil, seus sonhos continuarão em todos nós, na luta para a construção de um Brasil mais justo, desenvolvido e democrático”, lembrou Leo de Brito.

Em seu discurso, Lula fez questão de frisar que aqueles que estavam ali devem levar adiante suas ideias e continuar lutando em defesa da democracia e para que o Brasil volte a ser um País para todos. “Tem milhões e milhões de Lulas para andar por mim. Minhas ideias estarão na cabeça de cada um de vocês. Meu coração baterá no coração de vocês. A morte de um combatente não para uma revolução”, declarou.

O líder do PT na Câmara, Paulo Pimenta (RS), disse que a Bancada do PT – a maior da Câmara – está unida em torno da campanha “Lula Livre”, para a libertação imediata do presidente mais popular da história do Brasil e que, nos seus dois mandatos, entre 2003 e 2010, transformou radical e positivamente o Brasil, tirando da miséria mais de 40 milhões de brasileiros. Com Lula, a economia brasileira saiu do 12º para o 6º lugar no ranking mundial. Entre 2003 e 2006, fez a economia crescer, em média, 3,5% ao ano; no segundo mandato, a média foi de 4.5%.

PT na Câmara

Foto: Ricardo Stuckert

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

Petistas questionam no Ministério Público transferência do acervo da Fundação Palmares para prédio com avarias

Parlamentares da Bancada do PT na Câmara entraram com ações na Procuradoria-Geral da Repúb…