Home Portal Notícias Lula pelo Brasil Petistas afirmam que mandado de prisão contra Lula é arbitrário e pregam resistência

Petistas afirmam que mandado de prisão contra Lula é arbitrário e pregam resistência

5 min read
0

Parlamentares da Bancada do PT na Câmara dos Deputados afirmaram nesta sexta-feira (6) que o mandado de prisão expedido pelo juiz Sérgio Moro, antes de esgotados os recursos da defesa do ex-presidente, é uma arbitrariedade. Presentes ao ato público em frente ao Sindicato dos Metalúrgicos do ABC – local onde Lula se encontra desde ontem (5) – os deputados petistas destacaram em pronunciamentos no carro de som que haverá resistência popular ao mandado de prisão contra o ex-presidente.

“Estão perseguindo o Lula da mesma forma como perseguiram o Getúlio Vargas, levando-o ao suicídio, o Jango (João Goulart), que sofreu o golpe, e a Dilma, que foi retirada do poder injustamente mesmo conquistando a presidência com 54 milhões de votos. Hoje a luta não é somente pela liberdade do Lula, mas pela democracia, pelos direitos do povo brasileiro e pela soberania do Brasil”, disse Henrique Fontana (PT-RS).

Já o deputado Zeca Dirceu (PT-PR) destacou que está ao lado de Lula em São Bernardo do Campo para “denunciar a condenação sem provas e o absurdo pedido de prisão contra o ex-presidente”. Ele também lembrou que além da liberdade de Lula estão em jogo os direitos do povo brasileiro.

“O que está em jogo não é apenas a imagem de Lula e a possibilidade de prisão, o que está em jogo é um projeto político importante, como redução do desemprego, retomada do crescimento, distribuição de renda, a volta de investimentos na educação, na saúde, nos programas sociais, no apoio à agricultura, no que é importante para a vida das pessoas. E é por isso que estamos ao lado dele e nesse ato contra essa arbitrariedade”, ressaltou.

Ao lembrar a trajetória como torneiro mecânico e líder sindical, quando presidiu a Confederação Nacional dos Metalúrgicos, o deputado Marco Maia (PT-RS) disse que a perseguição contra Lula é motivada pelo preconceito da elite brasileira.

“Estou a quatro mandatos em Brasília e posso dizer que eles não engolem a eleição do primeiro operário para a presidência do Brasil, nem a eleição da primeira mulher para o cargo. Aliás, foi por isso que deram o golpe e fizeram a reforma trabalhista, a terceirização sem discriminação, o congelamento dos gastos públicos por 20 anos e ainda queriam fazer a Reforma da Previdência para retirar o direito à aposentadoria. Agora querem prender Lula, e tirá-lo da disputa à Presidência. As elites estão brincando com fogo. Vamos demonstrar a eles onde está a força desse Brasil”, desafiou.

Ainda sobre a perseguição a Lula, o deputado Vicentinho (PT-SP) observou que, se o STF descumpre a Constituição ao negar o direito de defesa a Lula, e também a todos os brasileiros, autoriza o povo a desrespeitar decisões injustas tomadas pela Corte.

“Esse Supremo Tribunal Federal, que deveria cumprir a Constituição, é o primeiro a feri-la. Portanto, se o Estado é opressor os oprimidos têm o direito à desobediência civil. Lula Livre sempre! ”, finalizou.

Héber Carvalho

Carregar mais notícias
Comments are closed.

Vejam também

CUT convoca ato no dia 30, em Brasília, por soberania, direitos e empregos

No primeiro ato depois da eleição da nova direção Nacional da CUT, no próximo dia 30, em B…